Downey Jr. tira a poeira de Sherlock Holmes em versão para cinema

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009 18:06 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O ator norte-americano Robert Downey Jr. traz energia ao papel de Sherlock Holmes em um filme que os críticos dizem ter rompido com o padrão das interpretações enfadonhas do detetive inglês.

A produção da Warner Bros deve se tornar uma grande franquia do estúdio assim que a lucrativa série Harry Potter chegar ao fim em 2011.

O Sherlock de Downey Jr. é uma versão bem mais física do superdetetive, uma tentativa de o cineasta Guy Ritchie de deixar de lado associações comuns de cachimbos, chapéus de caçador e a famosa frase "elementar, meu caro Watson".

Ritchie, famoso por seu filme "Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes", de 1998, também tenta mostrar Sherlock e o doutor Watson, interpretado por Jude Law, em níveis iguais, ao contrário das adaptações anteriores.

"Embora estejamos a par dos símbolos óbvios de Sherlock Homes, tomamos a decisão de que se fossemos fazer o filme, teríamos que tirar a poeira de Sherlock Homes e criar o que pensamos ser uma versão autêntica de Conan Doyle".

Ao reinventar o personagem e sua relação com Watson, Law disse que o cineasta foi fiel às histórias originais.

"Soube através deles (Downey Jr. e Ritchie) que seria uma versão diferente dos filmes mais antigos de Sherlock e isso me fascinou", disse o ator.

A trama do último filme de Sherlock Holmes se passa ao redor de Lord Blackwood, um assassino sentenciado à morte que aparentemente volta para assombrar a Londres de 1890 e começar um complô que pode destruir o país.

(Reportagem de Mike Collett-White e Mike Davidson)