Homem é acusado de perseguir Jennifer Garner e Ben Affleck

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009 20:14 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Promotores de Los Angeles acusaram um homem do Estado da Pennsylvania na quinta-feira de perseguir os atores Jennifer Garner e Ben Affleck, depois que a polícia disse que ele apareceu na escola da filha deles apesar de uma ordem de restrição.

Steven Burky, de 37 anos, deveria comparecer ao tribunal na quinta-feira para enfrentar a acusação.

Em novembro de 2008, Jennifer obteve uma ordem de restrição contra Burky depois que a estrela de "Alias" disse a um juiz que temia por sua vida e de sua família.

Burky, que no ano passado esteve internado em uma clínica psiquiátrica, certa vez disse à atriz que "Deus me mandou uma visão de você sendo perseguida até a morte", disseram documentos judiciais.

As autoridades disseram que Burky continuou perseguindo Jennifer até sua prisão na segunda-feira em uma escola maternal no sul da Califórnia, frequentada pela filha do casal de atores Violet, de quatro anos.

Burky pode pegar até quatro anos de prisão se for condenado.

(Reportagem de Alex Dobuzinskis)