December 18, 2009 / 6:12 PM / 8 years ago

Estreia teatral de Keira Knightley divide a crítica britânica

3 Min, DE LEITURA

<p>Estreia teatral de Keira Knightley, em foto de arquivo, dividiu a cr&iacute;tica brit&acirc;nica.Johannes Eisele</p>

LONDRES (Reuters Life!) - A crítica especializada se dividiu nesta sexta-feira nas reações à estreia no palco londrino da atriz Keira Knightley.

A atriz de 24 anos, protagonista de "Piratas do Caribe", faz o papel de Jennifer, uma estrela de cinema norte-americana em uma produção atualizada da clássica sátira "O Misantropo", escrita por Molière no século 17.

Antes da noite de estreia, na quinta-feira, no Comedy Theatre, Keira disse que não esperava resenhas ótimas.

Ela disse à BBC: "Pensei que, se eu não fizesse teatro agora, começaria a ter medo demais. Pensei 'ok, vou mergulhar e tentar isso'. Se o melhor que eu conseguir não for o bastante, então que assim seja".

Os tabloides foram os mais impiedosos. Outros jornais variaram entre elogios moderados a positivos.

O jornal The Independent opinou: "Ela tem presença real no palco e sabe como usá-la".

O Guardian ficou igualmente bem impressionado. "Como ela representa uma estrela de cinema na casa dos 20 anos, poderíamos dizer que o trabalho não deve ter sido difícil demais", disse o jornal. "Mas Knightley levou ao papel seus traços finos, uma inteligência palpável e um misto agradável de falsa inocência e atitude de flerte. Embora não saiba o que fazer com as mãos, sua performance é perfeitamente digna de crédito".

O Daily Mail, porém, não se impressionou. "Keira Knightley pode ser uma das celebridades reverenciadas do cinema do século 21, mas no palco ela se mostra pouco mais que adequada", escreveu o crítico do jornal. "Ela tem tanto carisma quanto um peixe dourado comum. Keira Knightley tem um rosto belíssimo, mas ele não se mexe muito.

Já o Daily Express criticou a projeção da atriz. "Sua falta de experiência no palco às vezes fica dolorosamente evidente", escreveu. "Aqui não há closes, não há tomadas que possam ser refeitas, não há paradas para maquiagem. Ela diz suas falas com muita clareza, em uma voz ocasionalmente pequena".

The Times concordou, dizendo que falta autoridade à atriz. "A razão disso é em parte física", disse ele. "Ela é tão pequena e esbelta que caberia dentro de um porta-guarda-chuvas".

Com direção de Thea Sharrock e com Kelly Price e Tara Fitzgerald no elenco, a peça está prevista para ficar em cartaz até 13 de março de 2010.

Reportagem de Stephen Addison

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below