Boyle e Swift travam disputa emocionante nas paradas dos EUA

quarta-feira, 30 de dezembro de 2009 17:37 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - A cantora escocesa Susan Boyle perdeu por pouco a honra de ter o disco mais vendido do ano nos Estados Unidos, mas ainda tem mais uma semana para virar o jogo em sua luta contra o fenômeno country Taylor Swift.

Boyle, 48 anos, famosa graças a um programa britânico de calouros, vendeu 2,98 milhões de cópias do seu disco de estreia, "I Dreamed a Dream", após passar cinco semanas consecutivas na liderança do levantamento da Nielsen SoundScan.

"Fearless", de Swift, que já havia sido o terceiro disco mais vendido em 2008, acumulou ao longo do ano 3,16 milhões de cópias, o que dá a ela uma vantagem de 175 mil discos sobre Boyle.

O levantamento de vendas da Nielsen SoundScan termina aos domingos, e portanto incluirá os três primeiros dias de 2010 em uma 53a semana de 2009.

O álbum de Boyle vendeu 510 mil cópias nos EUA no Natal (semana encerrada em 27 de dezembro), numa ampla liderança sobre o resto. "Stronger", de Mary J. Blinge, estrela do R&B, estreou em segundo lugar, com 330 mil cópias. "Fearless", de Swift, subiu uma posição e está em quinto, com 224 mil cópias na semana.

O sucesso de Boyle, de Swift, que tem 20 anos, e de Lady Gaga --a quem Boyle substituiu na liderança em vendas na Grã-Bretanha neste ano-- mostra como o mercado fonográfico depende de sangue novo para alimentar as vendas.

Mesmo assim, as vendas de discos em 2009 devem cair mais 13 por cento, no oitavo declínio em nove anos. O setor não vem resistindo à pirataria e a outras formas de entretenimento, como os videogames.

O próprio sucesso de Boyle se deve à difusão da sua apresentação no programa "Britain's Got Talent", quando, com sua figura tímida e desajeitada, cativou a plateia e os jurados, num vídeo visto por 10 milhões de pessoas no YouTube.

O álbum "I Dreamed a Dream", título também da música que ela cantou no programa, foi lançado pelo selo Columbia Records, da Sony, em parceria com a Syco Music, do empresário britânico Simon Cowell.

 
<p>Foto de arquivo da cantora brit&acirc;nica Susan Boyle na chegada ao Aeroporto Internacional de Narita, pr&oacute;ximo a T&oacute;quio na ter&ccedil;a-feira. Boyle disputa com a cantora country Taylor Swift a lideran&ccedil;a na venda de discos nos Estados Unidos. REUTERS/Kim Kyung-Hoon</p>