Artista dos EUA cria cartões postais sobre soldados mortos

quinta-feira, 7 de janeiro de 2010 14:02 BRST
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters Life!) - A artista plástica norte-americana Emily Prince trabalha há cinco anos na obra "American Servicemen and Women Who Have Died in Iraq and Afghanistan" (militares norte-americanos mortos no Iraque e no Afeganistão), e é provável que continue a fazê-lo por mais alguns anos.

Diariamente, a californiana de 28 anos vai a um site na Internet que rastreia soldados norte-americanos mortos no Afeganistão e no Iraque para ver se ocorreram novas baixas. Quando isso acontece, ela busca a imagem do soldado morto, copia a imagem a lápis e, quando dispõe de informação suficiente, escreve um pequeno comentário sobre a pessoa. Quando não há imagem disponível, Prince deixa maior parte do cartão em branco.

Exibido a partir desta quinta na galeria Saatchi, no centro de Londres, o resultado é uma sala comprida cujas paredes brancas são recobertas por 5.100 ilustrações de soldados mortos em combate, cada uma de tamanho equivalente ao de um cartão postal. A cor da pele dos soldados é refletida por papéis de cores diferentes.

"Comecei apenas a título de curiosidade, porque meu país tem mão militar tão pesada", disse Prince à Reuters. "É mais comovente ler algo sobre as pessoas do que olhar seus rostos, porque assim se tem uma ideia mais aprofundada sobre cada indivíduo, e assim tenho uma resposta mais emocional".

Os cartões postais são dispostos em colunas, cada uma das quais representa uma semana.

Os espaços em branco pretendem mostrar quanto ainda resta nas paredes para ser preenchido por soldados mortos, além das mortes de milhares de iraquianos e afegãos, que não estão representadas.

A obra ficará na galeria Saatchi até 7 de maio.