Expedição à Antártida encontra peças de máquina fotográfica de 100 anos

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010 12:18 BRST
 

Por Pauline Askin

CAPE DENISON, Antártida (Reuters Life!) - Uma expedição à Antártida encontrou o que acredita serem peças de uma máquina fotográfica abandonada por um célebre fotógrafo australiano durante uma viagem histórica ao continente gelado, quase 100 anos atrás.

James "Frank" Hurley, morto em 1962, foi o fotógrafo oficial da Expedição Antártica Australiasana (AAE) de 1911-14, comandada pelo mais famoso explorador polar da Austrália, sir Douglas Mawson. Ele também foi fotógrafo oficial das Forças Armadas australianas nas duas Guerras Mundiais.

Membros da expedição atual, que está restaurando as cabanas originais de madeira erguidas por Mawson em Cape Denison, disse que encontrou dentro da câmara escura de Hurley uma caixa de troca de chapas de uma câmera Newman & Guardia fabricada entre o final do século 19 e início do século 20.

"Ainda não temos 100 por cento de certeza de que é um componente da câmera de Hurley, mas é sem dúvida um componente de uma máquina fotográfica muito antiga usada aqui na Antártida, o que torna a descoberta interessante", disse à Reuters a arqueóloga Jody Steele, integrante da expedição.

Várias máquinas fotográficas Newman & Guardia fizeram parte dos equipamentos usados pela AAE. Os detalhes da descoberta recente foram enviados de volta à Austrália para mais pesquisas.

"É uma descoberta importante porque talvez seja um dos poucos componentes de câmeras que podemos identificar com um membro individual da AAE, Frank Hurley", disse o membro da expedição Peter Morse.

"Outros artefatos encontrados até agora têm sido de natureza mais geral."

A peça encontrada foi devolvida à câmara escura, onde o ambiente frio ajudou a preservá-la até agora.

No dia 1o de janeiro a expedição encontrou o que acredita serem os resquícios do primeiro avião que voou para a Antártida. Os restos estavam numa praia gelada, perto de onde o avião foi abandonado por Mawson há quase um século, quando mostrou não funcionar na expedição.

A Austrália tinha passado anos procurando o avião Vickers, de hélice única, em Cape Denison. Membros da expedição toparam com pedaços de tubos metálicos enferrujados na praia da baía Commonwealth durante uma maré muito baixa. Os pedaços correspondem a tubos de ferro estruturais da fuselagem do avião.

 
<p>Gelo descongela na costa de Cape Denison na Ant&aacute;rtida no dia 14 de dezembro de 2009. Membros de uma expedi&ccedil;&atilde;o que est&aacute; restaurando cabanas em Cape Denison encontrou o que acredita serem pe&ccedil;as de uma m&aacute;quina fotogr&aacute;fica abandonada por um c&eacute;lebre fot&oacute;grafo australiano durante uma viagem hist&oacute;rica ao continente gelado, quase 100 anos atr&aacute;s. REUTERS/Pauline Askin</p>