Cantor norte-americano Teddy Pendergrass morre aos 59 anos

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010 12:39 BRST
 

FILADÉLFIA (Reuters) - Teddy Pendergrass, o sedutor cantor norte-americano de rhythm-and-blues que continuou a gravar mesmo depois de ficar paralítico após um acidente de carro em 1982, morreu aos 59 anos, segundo informações da mídia nesta quinta-feira.

O filho de Pendergrass, Teddy Pendergrass II, disse ao jornal Philadelphia Inquirer que seu pai morreu na quarta-feira em um hospital da área de Filadélfia. Ele tinha sido submetido a cirurgia de câncer do cólon oito meses atrás, e seu filho disse que sua recuperação vinha sendo difícil.

Pendergrass começou a carreira como baterista, mas ficou famoso na década de 1970 ao tornar-se vocalista do grupo Harold Melvin & the Blue Notes, que teve sucessos como "If You Don't Know Me by Now" e "I Miss You".

Depois de deixar o Blue Notes para iniciar uma carreira solo, ele lançou várias baladas românticas de sucesso que foram vistas por seus fãs como afrodisíacos musicais. Seus sucessos solo, marcados por sua voz macia de barítono e seu jeito sensual de cantar, incluíram "I Don't Love You Anymore", "Close the Door", "Turn off the Lights" e "Love TKO".

Em 1982, Pendergrass teve um acidente com sua Rolls-Royce em Filadélfia que o deixou paraplégico. Ele retomou as gravações no ano seguinte com o álbum "Love Language" e retornou ao palco, cantando em sua cadeira de rodas no concerto Live Aid, em 1985.

Em 1998 ele fundou a Aliança Teddy Pendergrass para beneficiar as vítimas de lesões da espinha.

A dupla formada por Kenny Gamble e Leon Huff escreveu e produziu muitos dos sucessos de Pendergrass, e Huff recordou a estreia solo do cantor em uma boate de Los Angeles.

"Naquela noite eu vi a chegada de um superastro", disse Huff em entrevista à rádio WDAS. "Quando Teddy subiu ao palco, ele nem sequer tinha aberto a boca e o lugar já foi tomado por mulheres delirando, aos gritos. Ele era incrivelmente dinâmico. Quando começava a cantar, era irresistível."