Johnny Cash terá mais um álbum póstumo nas lojas em fevereiro

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010 12:42 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - Mais de seis anos após sua morte, Johnny Cash estará de volta às lojas em fevereiro com um novo álbum que vai incluir uma das últimas canções que o legendário artista country compôs.

Anunciado como o último álbum de uma série de gravações de retorno comandadas pelo produtor Rick Rubin, "American VI: Ain't No Grave" será lançado em 26 de fevereiro, o 78o aniversário do nascimento de Cash, disse uma porta-voz de Rubin.

Como é o caso dos álbuns que o precederam, "Ain't No Grave" inclui vários covers acústicos, incluindo canções escritas por Sheryl Crow e Kris Kristofferson e também uma canção gospel que já teve cover anterior de Bob Dylan.

O próprio Johnny Cash contribuiu com "I Corinthians: 15:55", que compôs em seus últimos três anos de vida. Ele morreu em 12 de setembro de 2003, após anos com a saúde fragilizada e apenas quatro meses após a morte de sua mulher, June Carter Cash. Em junho de 2006 Johnny Cash liderou a parada de álbuns pop nos EUA com "American V: A Hundred Highways."

A série "American Recordings" começou em 1994, depois de Rick Rubin ter resgatado Johnny Cash de uma fase de baixa criativa e comercial. Aclamadas pela crítica, suas colaborações receberam seis Grammy e levaram ao surgimento de toda uma nova geração de fãs atraídos por covers melancólicos de artistas como Beck, Nick Cave, Neil Diamond e Depeche Mode. O maior sucesso de Cash na época foi "Hurt", do Nine Inch Nails, cujo vídeo comovente serviu como seu adeus final.

A lista de faixas de "Ain't No Grave" inclui "Redemption Day," de Sheryl Crow, e "For The Good Times," de Kris Kristofferson, além de "A Satisfied Mind," de Joe "Red" Hayes e Jack Rhodes, a faixa de abertura do álbum pouco apreciado "Saved" (1980), de Bob Dylan.

Johnny Cash também fez covers de "Can't Help But Wonder Where I'm Bound," de Tom Paxton, "Cool Water," de Bob Nolan, e "Aloha Oe," de Queen Lili'uokalani. Ele modernizou a canção antiguerra de Ed McCurdy "Last Night I had the Strangest Dream," que também aparece em seu álbum de concerto de 1969 "At Madison Square Garden."

(Reportagem de Dean Goodman)