Milão inicia temporada 2010 com desfiles de moda masculina

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010 14:36 BRST
 

Por Marie-Louise Gumuchian

MILÃO (Reuters Life!) - Milão vai iniciar a temporada de moda 2010 no sábado, quando estilistas apresentarão suas coleções de moda masculina para o próximo inverno, torcendo por uma recuperação na demanda por roupas e acessórios, prejudicada pela crise.

Ao lado de apresentações de coleções em showrooms, modelos masculinos percorrerão as passarelas em pouco menos de 40 desfiles na semana de moda outono-inverno 2010/2011 de Milão, que acontece entre 16 e 19 de janeiro.

A capital italiana da moda é especialmente famosa por seus ternos de alfaiataria e calçados de couro "Made in Italy", celebrizados por nomes mundialmente famosos como Giorgio Armani e Ermenegildo Zegna.

"A moda masculina em Milão vai contribuir para a tendência de recuperação, que foi fraca na última parte do ano passado", teria dito ao jornal Corriere della Sera o chefe da Câmara Nacional de Moda italiana, Mario Boselli.

Os grupos de luxo estão se esforçando para reconquistar consumidores enquanto emergem da pior crise econômica em décadas, que reduziu a demanda por roupas, calçados e acessórios de grife.

Especialistas do setor preveem uma recuperação morna nas vendas globais de luxo este ano. O mercado de moda masculina não foi poupado pela turbulência econômica, e, com o setor financeiro fortemente atingido, as vendas de ternos e gravatas foram prejudicadas.

O Sistema Moda Itália (SMI), que representa a indústria de têxteis e roupas, disse que as vendas de moda masculina italiana devem ter caído quase 10 por cento em 2009, para 8,3 bilhões de euros.

O SMI disse que o setor de moda italiano deve emergir da crise antes de outros setores, mas que o governo precisa ajudar as empresas a serem mais competitivas.

Cada vez mais atentas à Internet e suas perspectivas de crescimento, muitas grifes tradicionais estão se voltando à rede para tentar atrair consumidores antes de eles entrarem em suas lojas.

 
<p>Modelo posam em frente ao Teatro Alla Scala para o desfile da marca Missoni, em Mil&atilde;o. REUTERS/Alessandro Garofalo</p>