Tapete vermelho do Globo de Ouro desafia clima pesado por Haiti

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010 14:02 BRST
 

Por Sue Zeidler

BEVERLY HILLS, EUA (Reuters) - As atrizes mais famosas de Hollywood percorreram o tapete vermelho do Globo de Ouro no domingo em vestidos glamurosos, com as estrelas buscando animar os espíritos após a tragédia no Haiti e apesar do dia chuvoso.

Celebridades como Nicole Kidman prenderam fitas amarelas, azuis e vermelhas a seus vestidos ou smokings, em manifestação de apoio às vítimas do terremoto que sacudiu o país caribenho na semana passada.

A atriz Glenn Close, que trajava um vestido longo tomara-que-caia escuro com paetês, mencionou a ironia de se comemorar os feitos do cinema contra um fundo de tanto sofrimento, mas disse que os artistas possuem a capacidade singular de reagir e fazer uma diferença em tempos como estes.

"Muitas pessoas usaram vestidos coloridos, mas não excessivos. Muita atenção foi prestada a detalhes femininos, mas houve pouco brilho exagerado", disse a diretora de moda da InStyle, Cindy Weber Cleary, elogiando a atriz Kate Hudson por seu vestido estruturado de cor clara.

Apesar disso, o evento teve alguns momentos que causaram espanto. O vestido justo, preto e profundamente decotado de Mariah Carey foi um deles.

A chuva encharcou o tapete vermelho, uma vitrine dos maiores talentos da indústria do entretenimento e plataforma de lançamento perfeito para estilistas. Mas as celebridades conseguiram brilhar, mesmo debaixo de guarda-chuvas.

Indicada a dois Globos de Ouro, incluindo o de melhor atriz em um drama ("The Blind Side"), Sandra Bullock estava de vestido tomara-que-caia roxo porque "a cor me faz sentir bem".

"Cada pessoa que está aqui está com o Haiti em seus pensamentos", acrescentou.   Continuação...