ENTREVISTA-Outra turnê mundial? Pode ser, diz Tina Turner

terça-feira, 26 de janeiro de 2010 13:13 BRST
 

Por Sophie Hardach

PARIS (Reuters) - A veterana popstar Tina Turner pode ainda convocar sua trupe de dançarinas para mais uma turnê mundial, embora por enquanto prefira jantares preparados em casa e uma vida sem estresse.

Sentada na primeira fileira do desfile de moda da Giorgio Armani Privé, em Paris, na segunda-feira, a cantora de 70 anos estava radiante em um top preto brilhante cujo decote revelava suas curvas, com os cabelos presos ao alto.

"As pessoas queriam me ver. Havia tanta gente segurando cartazes dizendo 'obrigado'", disse ela, falando de sua turnê de 2008, que rendeu 47,7 milhões de dólares.

Indagada se pretende fazer outra turnê, Tina Turner disse à Reuters: "Ainda não tomei uma decisão a respeito disso. Não estava planejando fazer uma turnê grande, em grandes estádios. Não estou dizendo que não farei, que não convocarei as garotas para fazer alguma coisa, mas ainda não decidi."

Tina Turner é há décadas uma das artistas de maior sucesso do mundo, cantando sucessos como "Simply The Best" e "What's Love Got To Do With It" em concertos agitadíssimos nos quais ela se esbalda no palco.

No evento da Armani, enquanto no backstage as modelos se preparavam para um desfile de alta-costura repleto de longos brancos e conjuntinhos com saias pregueadas, Tina disse que gosta de roupas simples para o dia-a-dia, mas ainda tem paixão por looks mais ousados.

"O que mais gosto são saias curtas, que funcionam bem para dançar muito", disse. "Meu tronco é curto. Fico melhor de saia curta."

E, mesmo que outra rodada exaustiva de concertos não seja iminente, os fãs ansiosos podem consolar-se com a perspectiva de um novo álbum.   Continuação...

 
<p>Foto arquivo mostra a cantora norte-americana Tina Turner se apresenta no O2 Arena em Londres. A veterana popstar pode ainda convocar sua trupe de dan&ccedil;arinas para mais uma turn&ecirc; mundial, embora por enquanto prefira jantares preparados em casa e uma vida sem estresse. REUTERS/Stefan Wermuth 03/03/2009</p>