"Winter's Bone" ganha Sundance; público premia Brasil e Peru

domingo, 31 de janeiro de 2010 10:42 BRST
 

Por Bob Tourtellotte

PARK CITY, EUA, 30 de janeiro (Reuters) - "Winter's Bone," filme de Debra Granik que conta a história de uma jovem que tenta manter unida a sua família, e o documentário sobre a guerra no Afeganistão "Restrepo" ganharam neste sábado os prêmios principais do Festival de Cinema de Sundance.

Nos prêmios do público, ganharam na categoria mundial o filme peruano "Contracorriente" como melhor drama e o documentário ambientalista "Wasteland," produzido pelo Brasil e pelo Reino Unido.

"Winter's Bone" levou duas premiações --melhor filme dramático, segundo os jurados do festival, e melhor roteiro. Sundance é o maior festival de cinema independente dos Estados Unidos.

"Restrepo," que narra a rotina de um ano de um pelotão de soldados norte-americanos no Afeganistão, foi escolhido pelos jurados o melhor documentário. O filme foi dirigido por Sebastian Junger e Tim Hetherington.

O púbico escolheu "happythankyoumoreplease" como melhor drama norte-americano. Filmada pelo ator e diretor estreante Josh Radnor, a história fala de um grupo de seis jovens moradores de Nova York.

O melhor documentário, de acordo com as platéias. foi "Waiting for Superman," do diretor Davis Guggenheim ("Uma Verdade Incoveniente, de 2006), um filme sobre o sistema educacional dos Estados Unidos.

Eric Mendelsohn ganhou pela melhor direção de um drama norte-americano. O filme premiado foi "3 Backyards," sobre três pessoas cujas vidas sofrem mudanças num dia aparentemente normal.

Leon Gast foi eleito melhor diretor de documentário pelo filme "Smash His Camera," sobre o fotógrafo Ron Galella.

Na categoria mundial, os jurados de Sundance escolheram "Animal Kingdom," da Austrália, como melhor filme dramático. O prêmio para melhor documentário foi para "The Red Chapel," da Dinamarca.

(Reportagem de Bob Tourtellotte