Sade lidera paradas de álbuns pop pela segunda semana nos EUA

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010 17:52 BRT
 

Por Keith Caulfield

LOS ANGELES (Billboard) - A cantora Sade liderou a parada de álbuns pop dos Estados Unidos pela segunda semana, nesta quarta-feira, enquanto as vendas gerais caíam no período parado pós-Dia dos Namorados no país.

O primeiro álbum da banda britânica de Sade lançado em quase dez anos, "Soldier of Love", vendeu 190 mil cópias na semana encerrada em 21 de fevereiro, segundo a Nielsen SoundScan.

A melhor estreia na lista Billboard 200 foi de "The Constant", da banda de rock Story of the Year, no 42o lugar, com vendas de 14 mil cópias. O álbum anterior do grupo, "The Black Swan", estreou em abril de 2008 na 18a posição, com 21 mil cópias vendidas. Oito lançamentos povoaram os Top 40 na semana passada.

"Need You Now", de Lady Antebellum, que tinha liderado a parada antes, manteve o segundo lugar com vendas de 144 mil unidades e se tornou o primeiro álbum do ano a vender 1 milhão de exemplares --chegou a 1.041.000 em sua quarta semana nas lojas. É o primeiro título a passar de 1 milhão de cópias tão cedo no ano desde que "Documentary", do Game, o fez na quinta semana de 2005.

"The E.N.D.", do Black Eyed Peas, saltou cinco lugares, chegando ao número 3 com vendas de 65 mil unidades na semana; "The Fame", de Lady Gaga, subiu três posições, para número 4, com 63 mil cópias, e "Rebirth", de Lil Wayne, caiu uma posição, para a quinta, com 58 mil unidades vendidas.

"I Dreamed a Dream", de Susan Boyle, subiu três posições, para número 6 (51 mil cópias vendidas), "The Element of Freedom", de Alicia Keys, subiu cinco posições, para número 7 (39 mil), e "Another Round", de Jaheim, caiu cinco posições em sua segunda semana nas lojas, para número 8 (36 mil).

"Haywire", do cantor country Josh Turner, caiu quatro posições, para a número 9 (33 mil cópias), também em sua segunda semana, e "Fearless", de Taylor Swift, se manteve na 10a posição (32 mil).

As vendas totais de álbuns totalizaram 6,53 milhões de unidades, uma queda de 17 por cento em relação à semana anterior (7,83 milhões) e de 12 por cento em comparação à semana equivalente de 2009 (7,41 milhões). Até agora neste ano as vendas estão 7 por cento abaixo do período equivalente de 2009, com 45,05 milhões de unidades vendidas.