ESTREIA-Romance de ex-casal inspira "Simplesmente Complicado"

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010 17:00 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Reunindo um tarimbado trio de atores experientes, Meryl Streep, Steve Martin e Alec Baldwin, a diretora e roteirista Nancy Meyers ("Alguém tem que ceder") escreve e dirige a comédia "Simplesmente Complicado", em torno das incertezas do romance na maturidade.

Tal como fez em "Julie & Julia" (atuação que lhe rendeu a indicação ao Oscar de melhor atriz pelo qual concorre no próximo dia 7), Meryl Streep aparece cozinhando de novo. Ela interpreta Jane Adler, dona de uma padaria sofisticada, recheada de croissants, bolos e biscoitos sensacionais. Seus três filhos, todos adultos, já são independentes.

Jane foi casada por 20 anos com o advogado Jake Adler (Alec Baldwin, de "Amigos, Amigos, Mulheres à Parte"). Um dia, ele a trocou por uma estonteante mulher mais jovem, Agness (Lake Bell). O divórcio foi repleto de mágoas e, por anos, ela simplesmente não o deixava entrar em sua casa. Agora, quando se reencontram para a formatura do filho caçula (Justin Kirk), o antigo casal tem uma recaída e vive um tórrido e clandestino romance.

Cheios de sentimentos confusos e também para evitar problemas com Agness, os dois tentam esconder do resto do mundo o que está acontecendo. Nem sempre é muito fácil. Um dia, Jake e Jane decidem ter um encontro no meio da tarde, num grande hotel.

Justamente ali, sua filha (Caitlin Fitzgerald) e o futuro marido, Harley (John Krasinski, da série "The Office"), tinham uma reunião para preparar sua festa de casamento. Harley faz o maior malabarismo para não deixar a noiva ver os pais chegando e subindo aos beijos no elevador, além de outros incidentes - que incluem a participação de um médico.

Contribuindo para dividir ainda mais seus sentimentos, Jane está sendo cortejada por Adam (Steve Martin, "A Garota da Vitrine"), outro divorciado, e o arquiteto que comanda a reforma de sua casa. Uma sequência especialmente engraçada entre os dois inclui sua ida a uma festa e o consumo de maconha.

O forte do filme está no elenco - todo ele justamente premiado com um troféu do National Board of Review, uma das associações de críticos e estudiosos ligados ao cinema mais prestigiadas dos EUA. O ponto fraco está em que a diretora e roteirista Nancy Meyers não tira realmente todo o proveito do potencial cômico de Steve Martin e de seu namorico com Meryl Streep, o que poderia tornar a comédia mais saborosa.

(Por Neusa Barbosa, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>Meryl Streep, que interpreta Jane Adler em "Simplismente Complicado". REUTERS/Finbarr O'Reilly</p>