Irã detém cineasta Panahi, diz site da oposição

terça-feira, 2 de março de 2010 08:58 BRT
 

TEERÃ (Reuters) - Forças de segurança do Irã prenderam o diretor de cinema Jafar Panahi, vencedor de diversos prêmios internacionais, informou um site da oposição nesta terça-feira.

Panahi foi detido em sua casa junto com a mulher, Mahnaz Mohammadi, a filha, e mais 15 convidados na noite de segunda-feira, informou o site Kaleme, do líder da oposição Mirhossein Mousavi.

A casa de Panahi foi vasculhada e alguns de seus pertences confiscados, acrescentou.

O cineasta apoiou Mousavi na contestada eleição presidencial do ano passado, que mergulhou a República Islâmica em meses de instabilidade política.

Não houve comentários imediatos das autoridades e a mídia oficial iraniana não divulgou nada a respeito da prisão de Panahi.

No mês passado, organizadores do Festival de Cinema de Berlim disseram que o Irã havia impedido que o diretor viajasse ao evento. Segundo eles, Panahi, ganhador do mais importante prêmio do Festival de Cinema de Veneza por "O Círculo", em 2000, teria recebido uma proibição de viagem.

A oposição pró-reformista do Irã alega que a eleição de junho foi manipulada para garantir a reeleição do presidente linha dura Mahmoud Ahmadinejad.

Autoridades negaram as acusações de manipulação e responderam com força aos protestos da oposição que eclodiram após a votação.

Milhares de defensores da oposição foram detidos depois das eleições. Desde então, a maioria tem sido solta, mas mais de 80 pessoas continuam presas com sentenças de até 15 anos. Duas pessoas que passaram por julgamento depois das eleições foram executadas.

(Por Fredrik Dahl)

 
<p>Cineasta iraniano Jafar Panahi participa da 56a edi&ccedil;&atilde;o do Festival de Cinema de Berlim em 2006, com seu filme "Fora de Jogo". Panahi foi preso por policiais iranianos na noite de segunda-feira, de acordo com site da oposi&ccedil;&atilde;o. 17/02/2006 REUTERS/Arnd Wiegmann</p>