Murdoch diz duvidar de venda do NYT a Slim

terça-feira, 2 de março de 2010 19:31 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - O executivo-chefe da News Corp, Rupert Murdoch, disse na terça-feira não acreditar nas especulações de que o bilionário mexicano Carlos Slim irá comprar o jornal The New York Times.

Murdoch falava num evento da Comissão Imobiliária de Nova York, onde anunciou planos do Wall Street Journal, que pertence à sua empresa, para lançar um caderno local que concorra com o conteúdo do Times.

As ações do New York Times subiram até 11 por cento na segunda-feira por causa dos rumores de que Slim, já proprietário de 7 por cento do jornal, buscaria assumir o controle acionário da empresa, hoje dominada pela família Ochs-Sulzberger.

"Não acredito nisso", disse Murdoch sobre o rumor. "A família trata (o Times) como uma grande herança."

Na opinião dele, a família evitaria vender o jornal, "ainda mais para um mexicano". Depois, tentou se explicar - "Não quero dizer racialmente", afirmou.

Murdoch disse ainda que na sua opinião Slim, empresário das telecomunicações, é "sensível" e "esperto demais" para embarcar nesse negócio.

Na segunda-feira, um assessor de Slim disse à Reuters que o bilionário estava "feliz" com seu atual investimento no New York Times.

As ações da empresa que edita o jornal caíram 0,23 dólar, sendo cotadas a 11,52 dólares no pregão vespertino na Bolsa de Nova York. Já as ações da News Corp operavam em alta de 0,07 centavos dólar, a 13,83.

(Reportagem de Yinka Adegoke)