Filme do Oscar sobre matança de golfinhos será visto no Japão

sexta-feira, 5 de março de 2010 10:15 BRT
 

Por Isabel Reynolds

TÓQUIO (Reuters) - Um documentário indicado ao Oscar sobre a sangrenta caça a golfinhos no Japão será exibido em cinemas do país pela primeira vez este ano, mas com algumas modificações, anunciou a distribuidora.

"A Enseada" ("The Cove"), que já foi exibido em 15 países e recebeu vários prêmios, acompanha um grupo de ativistas que lutam com policiais e pescadores japoneses para ter acesso a uma enseada isolada em Taiji, no sul do Japão, onde é promovida uma caça a golfinhos. O filme inclui imagens chocantes da matança dos animais.

O filme é pouco conhecido no Japão, onde o governo diz que a caça a golfinhos e baleias é uma tradição cultural importante.

"O filme fala do Japão, mas até agora este era o único lugar onde não podia ser visto", disse na quinta-feira Takeshi Kato, da distribuidora Unplugged.

Kato garantiu que "A Enseada" será exibido em cinco cinemas em grandes cidades japonesas em maio ou junho e espera ampliar esse número para cerca de 20.

"Eles não são defensores da proteção aos golfinhos, nem são partidários da caça a eles", disse ele, falando dos proprietários dos cinemas que optaram por exibir o filme. "Querem exibir o filme sem tomar partido."

Depois de receber queixas de Taiji, Kato está modificando o filme para o mercado japonês. Ele concordou em ocultar os rostos dos pescadores e acrescentar uma nota sobre diferenças de opinião em relação aos níveis de mercúrio na carne de golfinhos, que é vendida e servida nas merendas de escolas da região.

A associação de pescadores de Taiji se negou a comentar a exibição do filme, e não havia ninguém disponível para dar declarações na prefeitura local.   Continuação...

 
<p>Atriz Isabel Lucas comparece &agrave; exibi&ccedil;&atilde;o do filme "A Enseada" em Nova York em 2009. Um document&aacute;rio indicado ao Oscar sobre a sangrenta ca&ccedil;a a golfinhos no Jap&atilde;o ser&aacute; exibido em cinemas do pa&iacute;s pela primeira vez este ano, com algumas modifica&ccedil;&otilde;es. 15/07/2009 REUTERS/Ray Stubblebine</p>