Antigo campo de concentração é vandalizado na Áustria

sexta-feira, 5 de março de 2010 18:44 BRT
 

VIENA (Reuters) - Um antigo campo de concentração na Áustria foi vandalizado com pichações antissemitas e antiturcas supostamente por ativistas de ultradireita, disseram autoridades nesta sexta-feira.

O incidente ocorreu durante a noite no muro externo do campo de Mauthausen, perto de Linz, e nenhum suspeito foi achado, disse à agência de notícias APA o diretor da polícia antiterror local, Michael Tischlinger.

"Tal dessacralização não é uma travessura, os culpados haviam escolhido um alvo", disse Willi Mernyi, diretor do Comitê Mauthausen, que participa da preservação do local, onde cerca de 100 mil pessoas morreram durante o domínio nazista na Áustria (1938-45).

"Há um ativo movimento de extrema direita na Alta Áustria que não se intimida nem mesmo em vandalizar um antigo campo de concentração", afirmou ele em nota.

Os partidos de extrema direita obtiveram quase um terço dos votos na eleição nacional de 2008, refletindo a xenofobia existente neste país alpino.

(Reportagem de Sylvia Westall)