TV cubana apresenta série sobre tentativas de assassinar Fidel

quinta-feira, 11 de março de 2010 17:32 BRT
 

HAVANA (Reuters) - A televisão estatal cubana começou a transmitir nesta semana um documentário sobre as tentativas de assassinato contra o líder Fidel Castro, que, segundo o governo, esteve na mira da Agência Central de Inteligência desde 1959.

"Ele que deve viver", uma série produzida pelos estúdios cinematográficos do Ministério do Interior, recria em oito capítulos algumas das mais de 600 tentativas de atentados que o governo diz que foram planejadas contra a vida de Fidel em quase meio século.

"A máfia não pôde com Fidel. Nem a CIA, nem os contrarrevolucionários, nem o terrorista Posada Carriles. A cifra é astronômica, um recorde mundial: 638 operações, conspirações falidas ou magnicídios abortados", disseram emissoras locais ao anunciar a série.

Cuba argumenta que Fidel Castro, de 83 anos e afastado do poder desde julho de 2006 por causa de uma doença, é um "sobrevivente de uma caçada colossal".

Fontes de inteligência cubana disseram que é impossível determinar quantos atentados foram preparados pela CIA, nem quantos foram planejados com seu consentimento por mafiosos ou grupos violentos de cubanos exilados.

(Reportagem de Rosa Tania Valdés)