Artista coloca escultura sobre iceberg que derrete no Ártico

sexta-feira, 19 de março de 2010 20:27 BRT
 

Por Svebor Kranjc

UUMMANNAQ, Groelândia (Reuters) - Um artista holandês colocou na sexta-feira duas esculturas grandes sobre um iceberg na Groelândia, a fim de chamar a atenção para a questão da mudança climática. Será possível acompanhar online o degelo do iceberg.

Ap Verheggen, 45 anos, artista em Haia, disse que construiu as esculturas de metal curvado, representando um trenó puxado por cães, para destacar o impacto do aquecimento sobre o povo inuit (esquimós), que sofre para se deslocar sobre camadas de gelo cada vez mais finas.

"O mar não congela, as pessoas não podem mais confiar na natureza", disse Verheggen antes que as esculturas de cinco metros fossem colocadas de helicóptero no iceberg.

"Como artista, vejo como uma espécie de missão conscientizar o povo do que está acontecendo por aqui", afirmou.

Em Uummannaq, aldeia de pescadores e caçadores inuits numa ilha a noroeste da Groelândia, o mar não congelou neste inverno a ponto de formar a camada necessária para que os caçadores percorram o fiorde com seus trenós. Por outro lado, o gelo fino formado no mar bloqueou os barcos no cais, restringindo ainda mais seus movimentos.

"Vemos que a quantidade de gelo marinho está diminuindo rapidamente", disse Gert Polet, da entidade WWF, que ajudou a financiar o projeto. "Muitos ecossistemas e muitos animais dependem do gelo marinho para sua sobrevivência, também as pessoas que vivem no Ártico."

Verheggen disse ter construído duas esculturas para refletir a tradição inuit de sempre levar um companheiro em jornadas para o desconhecido.

"Quando os inuits viajam para um destino desconhecido, sempre vão em duplas. Aonde este iceberg está indo e quando a viagem acabar - quem sabe? Portanto são duas."

É possível ver o degelo do iceberg à deriva pelo site do projeto, www.coolemotion.org.

 
<p>Um artista holand&ecirc;s colocou duas esculturas grandes sobre um iceberg perto da cidade de Uummannaq, na Groel&acirc;ndia, a fim de chamar a aten&ccedil;&atilde;o para a quest&atilde;o da mudan&ccedil;a clim&aacute;tica. 19/03/2010 REUTERS/Ap Verheggen/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>