Sua vida amorosa é verde? Na dúvida, leia "Eco-Sex"

terça-feira, 23 de março de 2010 17:10 BRT
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - Seu carro é híbrido, você consome alimentos orgânicos e faz questão de reciclar seu lixo. Mas até que ponto sua vida amorosa é ecológica?

Pense nas rosas do Dia dos Namorados e no custo ambiental de seu cultivo e o carbono emitido para seu transporte desde lugares longínquos. E o que dizer de camisinhas usadas, jogadas na privada e chegando aos esgotos, para, no final, possivelmente poluir o oceano?

Para Stefanie Iris Weiss, se você ainda não pensou em viver sua vida sexual de modo ecologicamente sustentável, você é um "neófito ambiental total". Mas ela se propõe a ajudar com seu novo manual "Eco-Sex."

"Eu sempre quis escrever um livro sobre sexo. Sou ambientalista engajada e sou vegetariana há 20 anos. Eu mal pude acreditar quando percebi que ninguém tinha escrito nada sobre este assunto", disse Weiss, de 38 anos, à Reuters.

"Acho que o sexo verde está vivendo seu momento. As pessoas estão percebendo que seus hábitos cotidianos mais íntimos estão profundamente ligados à crise terrível que estamos vivendo", disse.

"Eco-Sex" chegará às livrarias dos EUA em 31 de março, pela editora Ten Speed Press.

Desde brinquedos sexuais manuais (e sites na Internet onde se podem reciclar brinquedos antigos, movidos a pilha) até lingerie ambientalmente saudável (feita de bambu) e sites de namoro online para ambientalistas, "Eco-Sex" quer mostrar aos leitores como reduzir a pegada de carbono de suas vidas amorosas -- e divertir-se enquanto o fazem.

Weiss, que diz que ou experimentou ou reviu cada item mencionado no livro, entrevistou chefs crudívoros para conseguir receitas de refeições afrodisíacas para serem consumidas a dois, sugere o primeiro eco-passeio romântico ideal (de bicicleta) e recomenda colchões de látex natural (mas avisa que são menos elásticos que os de molas ou de espuma sintética).   Continuação...

 
<p>Casal de papagaios em zool&oacute;gico de Jacarta em 2005. A autora Stefanie Iris Weiss escreveu sobre a import&acirc;ncia de uma vida sexual ecologicamente sustent&aacute;vel em seu novo livro "Eco-Sex." 12/08/2005 REUTERS/Darren Whiteside</p>