Rainha má de "A Bela Adormecida" será protagonista de novo filme

quarta-feira, 24 de março de 2010 12:20 BRT
 

Por Borys Kit

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - Depois do sucesso de "Alice no País das Maravilhas", a Disney e a roteirista Linda Woolverton estão se unindo para levar à telona "Maleficent", um filme de ação ao vivo sobre a rainha malvada do clássico de animação de 1959 "A Bela Adormecida".

"Maleficent" talvez seja uma nova cooperação entre Woolverton e Tim Burton -- é um de vários projetos que o cineasta está analisando. Seu interesse no personagem surgiu durante a fase de pós-produção de "Alice", e o estúdio e os assessores de Burton vêm tentando manter sigilo em torno do projeto, embora o site Ain't It Cool News tenha divulgado o interesse de Burton no filme em janeiro.

Ainda não foi fechado um contrato com Burton, e a contratação de Woolverton é o primeiro passo concreto no desenvolvimento do projeto.

Em "A Bela Adormecida", a Bruxa Malvada é uma mulher alta, de pele verde e chifres e capaz de assumir várias formas diferentes, incluindo um apavorante dragão preto e roxo.

O personagem, que já apareceu em vários livros e programas de TV da Disney e é muito comum em figurinos do Halloween, é também o mais sério do elenco de vilões da Disney, manifestando um lado sombrio que não é visto em outros personagens da Disney.

"Maleficent" pretende narrar o clássico conto de fadas da "Bela Adormecida" desde o ponto de vista da autoproclamada Senhora de Todo o Mal, oferecendo uma nova visão da história clássica, assim como a roteirista fez com "Alice", de Lewis Carroll.

Não está claro até que ponto a Disney quer tornar "Maleficent" soturno e ousado. As cenas de dragão do longa de 1959, por exemplo, chamam a atenção por sua intensidade. Mas, se existe um cineasta que possui um histórico de sucesso em fazer histórias soturnas e bizarras funcionarem bem para o público familiar, é Tim Burton.

Linda Woolverton tem um histórico longo de colaborações com a Disney, sendo conhecida principalmente pelos roteiros de "A Bela e a Fera", de 1991, e "O Rei Leão", de 1994.