Desfeito em 1982, Abba pode se reunir para show

sexta-feira, 26 de março de 2010 10:38 BRT
 

LONDRES (Reuters Life!) - O grupo sueco Abba pode voltar a se apresentar, quase 30 anos depois da sua dissolução, insinuaram seus ex-integrantes masculinos nesta sexta-feira.

A banda, uma das mais bem sucedidas da história, continua sendo famosa apesar de ter acabado em 1982. Ela costuma receber tributos de outros artistas que imitam seus trajes de cetim e apresentam as baladas dos suecos.

Recentemente, o Abba conquistou novos fãs graças ao musical "Mamma Mia!", que virou filme. Em 2000, os músicos rejeitaram uma proposta de 1 bilhão de dólares para fazerem uma turnê.

Mas agora Benny Andersson e Bjorn Ulvaeus disseram ao jornal britânico The Times que há a possibilidade de uma única apresentação intimista, que poderia ser transmitida para o mundo todo. "É, por que não?", disse Andersson, hoje fazendeiro criador de cavalos.

"Não sei se as meninas ainda cantam alguma coisa. Sei que a Frida estava no estúdio." Depois, ele acrescentou: "Na verdade, não é má ideia."

Ulvaeus afirmou: "Poderíamos cantar 'The Way Old Folks Do' ('Do jeito que os velhos fazem', referência a faixa do álbum "Super Trouper")."

Observadores dizem que há vários obstáculos para uma reunião da banda, inclusive a vida reclusa da loira Agnetha Faltskog.

Andersson e Ulvaeus já haviam reagido negativamente à ideia de uma reunião do Abba. Há dois anos, Ulvaeus disse que "jamais apareceremos no palco outra vez, não há motivação para nos reagruparmos. Dinheiro não é um fator, e gostaríamos que as pessoas se lembrassem de nós como éramos -- jovens, exuberantes, cheios de energia e ambição."

Lyngstad se casou com um príncipe alemão e vive nos Alpes suíços. Jornais dizem que ela estaria relativamente aberta à reunião.

Ulvaeus e Andersson atualmente divulgam seu musical "Kristina", que estreia em 14 de abril em Londres.

 
<p>Andersson e Lyngstad do ABBA recebem homenagem em Nova York. O grupo sueco Abba pode voltar a se apresentar, quase 30 anos depois da sua dissolu&ccedil;&atilde;o, insinuaram seus ex-integrantes masculinos nesta sexta-feira.15/03/2010.REUTERS/Lucas Jackson</p>