Parte do palácio de Nero em Roma desaba

terça-feira, 30 de março de 2010 15:26 BRT
 

ROMA (Reuters) - Parte do telhado do Palácio Dourado do imperador Nero, da antiguidade romana, ruiu nesta terça-feira, suscitando temores de que o sítio não tenha condições de segurança para receber as multidões de turistas que o visitam todos os anos.

O Palácio Dourado -- ou Domus Aurea -- de Nero fica no alto de uma colina que dá para o Coliseu. Foi construído no século 1 d.C. e vem apresentando problemas estruturais desde que foi aberto ao público, em 1999.

Trabalhadores estavam realizando reparos no local quando parte do telhado desabou, levando uma seção do jardim sobre o telhado a cair dentro do palácio, cobrindo uma área de cerca de 100 metros quadrados, segundo autoridades. O desabamento não deixou feridos.

Nero ergueu seu palácio após o grande incêndio de Roma em 64 d.C., com o objetivo de ser um local para festas, mais que uma residência. Parcialmente folheado a ouro, suas paredes foram decoradas com pedras semipreciosas e afrescos.

Especialistas no local disseram que a parte do telhado que desabou foi um segmento construído após o palácio de Nero, conhecido como galeria de Trajano, e que não ficava normalmente aberta ao público. O imperador Trajano reinou de 98-117 d.C. e construiu os banhos de Trajano sobre o Domus Aurea.

Mas o desabamento desta terça deve reacender a discussão sobre o estado lamentável em que se encontram os sítios arqueológicos de Roma, afetados pela erosão.

O Domus Area, que atrai a média de 1.000 visitantes por dia, foi fechado no final de 2005 por mais de um ano, depois de o Ministério da Cultura ter dito que não podia garantir a segurança de visitantes e funcionários.

(Reportagem de Cristiano Corvino)

 
<p>Bombeiros trabalham no local onde ruiu parte do teto da Domus Aurea, o pal&aacute;cio do antigo imperador romano Nero, em Roma. 30/03/2010 REUTERS/Alessandro Bianchi</p>