April 8, 2010 / 5:17 PM / 7 years ago

Michael Caine participa de campanha de Partido Conservador

4 Min, DE LEITURA

Por Estelle Shirbon

LONDRES (Reuters) - Michael Caine, o ator de cinema amado por gerações de britânicos por seus papéis em clássicos cult como "Assalto à Milanesa" e "Carter, o Vingador", apresentou um tipo diferente de performance na quinta-feira, quando entrou de sola na política britânica.

Caine apareceu de surpresa em um evento de campanha do Partido Conservador, de oposição, que quer derrotar o governista Partido Trabalhista em uma eleição em 6 de maio. O ator foi apresentar o plano dos conservadores para um "serviço nacional cidadão" para jovens de 16 anos.

"Vocês talvez pensem 'o que diabos ele está fazendo aqui?'", disse Caine ao subir no pódio com o líder conservador David Cameron, que, se seu partido vencer a eleição, será o próximo primeiro-ministro britânico.

"Estou aqui porque represento todos os jovens que foram esquecidos neste país", disse Caine, 77 anos, que cresceu no bairro londrino pobre de Elephant and Castle e chegou à glória em Hollywood, onde conquistou dois Oscars.

A proposta conservadora é um programa de oito semanas que visa reunir adolescentes de origens distintas, propondo desafios esportivos para eles, com a finalidade de fomentar a autodisciplina e o trabalho em equipe, e incentivando-os a participar de trabalhos comunitários.

Cameron disse que o serviço não será obrigatório, mas que a meta é que, com o tempo, todos os jovens britânicos de 16 anos acabem participando.

A presença de Caine a seu lado proporcionou a David Cameron uma oportunidade perfeita para citar uma fala de "Assalto à Milanesa", filme de 1969 envolvendo uma frota maluca de carros Mini que conquistou popularidade duradoura entre o público britânico ao longo dos anos.

"Como ideia, espero que isto faça mais que simplesmente explodir as malditas portas", disse Cameron, aludindo a seu projeto de serviço cidadão e citando uma das falas mais famosas de Michael Caine no filme.

Caine conquistou o Oscar pelos filmes "Hannah e Suas Irmãs", de Woody Allen, e "Regras da Vida", de Lasse Hallstrom.

O endosso de Cameron serviu como chamariz para a mídia. Fotógrafos e cinegrafistas focaram Caine enquanto ele ouvia apresentações de adolescentes que participaram de programas pilotos de serviço cidadão. Os próprios adolescentes foram ignorados.

Apesar do frisson suscitado pela presença de Caine, houve alguns momentos incômodos para os conservadores.

A primeira coisa que Michael Caine disse foi que ele estremeceu quando ouviu as palavras "serviço nacional", porque esse era o nome do serviço militar obrigatório que ele foi forçado a fazer quando era jovem e que "odiou".

"A primeira vez em que ouvi falar deste projeto, a única coisa que ouvi foi 'serviço nacional', e pensei 'meu Deus, estão trazendo isso de volta."

"Eu mesmo fiz o serviço militar e não foi muito bom", disse ele, mas acrescentou que deveria haver algo para tomar seu lugar.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below