Livro revela entrevistas inéditas de Jackie Kennedy

terça-feira, 13 de abril de 2010 20:41 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Sete entrevistas que Jacqueline Kennedy deu poucos meses após o assassinato de seu marido serão publicadas pela primeira vez em um livro editado por sua filha, divulgou a editora Hyperion nesta terça-feira.

A ex-primeira dama fala de assuntos tão diversos como os planos do presidente John F. Kennedy de se candidatar a um segundo mandato à vida da família na Casa Branca nessa série de entrevistas dadas em 1964 a Arthur Schlesinger, ganhador de um prêmio Pulitzer, historiador e cronista da Família Kennedy.

De acordo com informações da Hyperion, que pertence a The Walt Disney Co., Caroline Kennedy, única filha sobrevivente do casal, decidiu lançar as entrevistas na mesma data da comemoração do 50o aniversário da posse do presidente assassinado.

Ela vai editar o livro e lançá-lo em setembro de 2011, com 6:30 horas de gravações.

Jackie Kennedy, que mostrou equilíbrio e graça em público depois da morte de Kennedy, havia pedido que as entrevistas realizadas no primeiro semestre de 1964, fossem guardadas por um período indefinido, segundo a Hyperion.

Ela se casou com o armador grego Aristóteles Onassis em 1968 e morreu em 1994.

Na época, as entrevistas seriam guardadas no Museu e Biblioteca Presidencial John F. Kennedy, como parte de um projeto de uma história oral que ocupou as pessoas próximas a ele nos meses após a sua morte, em 22 de novembro de 1963.

"A paixão da minha mãe pela história guiou e norteou o seu trabalho na Casa Branca," disse Caroline Kennedy em um comunicado. "Ela acreditava no meu pai, na sua visão para a América e na arte da política. Ela sentia que era importante compartilhar seu conhecimento e entusiasmo com as gerações futuras."

Detalhes financeiros envolvendo a publicação do livro não foram divulgados.

"É um privilégio para mim poder honrar a memória dos meus pais, ao tornar pública essa história única e especial," disse Kennedy em um comunicado.

(Reportagem de Christine Kearney)

 
<p>Foto arquivo do presidente John F. Kennedy e a primeira-dama Jacqueline Bouvier Kennedy em Dallas, Texas, menos de uma hora antes do assassinato do presidente, no dia 22 de novembro de 1963. Sete entrevistas que Jacqueline Kennedy deu poucos meses ap&oacute;s o assassinato ser&atilde;o publicadas pela primeira vez em um livro editado por sua filha, divulgou a editora Hyperion nesta ter&ccedil;a-feira. 22/11/1963 Biblioteca JFK/Casa Branca/Cecil Stoughton</p>