Agências de notícias boicotam apresentação do Festival de Cannes

quarta-feira, 14 de abril de 2010 13:01 BRT
 

LONDRES (Reuters) - As agências de notícias Agence France-Press, Associated Press, Getty Images e Reuters anunciaram nesta quarta-feira que vão boicotar uma coletiva de imprensa em que será anunciada a programação do festival de cinema de Cannes deste ano, devido a uma disputa em torno da cobertura de vídeo do evento.

A coletiva, a ser realizada em Paris na quinta-feira, é a mais importante antes do festival, que acontece entre 12 e 23 de maio e é o maior festival de cinema do mundo.

"A Reuters não vai cobrir a coletiva de imprensa do festival de Cannes amanhã devido às restrições injustas que estão sendo impostas à cobertura", disse Christoph Pleitgen, diretor global de agência de notícias da Thomson Reuters. "Convidamos os detentores de direitos e organizadores a apresentarem claramente os termos propostos e esperamos que ocorra uma discussão construtiva."

"Temos a esperança de que possamos fornecer a nossos clientes e a seus públicos em todo o mundo uma cobertura completa e abrangente deste importante evento."

As agências disseram em aviso enviado a clientes no início deste mês que os organizadores do festival poderiam impor "restrições severas" à cobertura de vídeo do tapete vermelho e das coletivas de imprensa.

"Os clientes devem ter consciência e traçar planos para o fato de que, se não for possível chegar a um acordo, as agências de notícias por vídeo serão impossibilitadas de fornecer a cobertura completa e poderão ser obrigadas a suspender por completo sua presença no festival", disseram as agências na nota de 6 de abril.

As novas limitações são vinculadas a um contrato fechado entre o festival de cinema de Cannes, a emissora francesa Canal Plus e o serviço de TV paga Orange.

 
<p>P&ocirc;ster oficial do 63o Festival de Cannes, com a atriz Juliette Binoche. As ag&ecirc;ncias de not&iacute;cias Agence France-Press, Associated Press, Getty Images e Reuters anunciaram nesta quarta-feira que v&atilde;o boicotar uma coletiva de imprensa em que ser&aacute; anunciada a programa&ccedil;&atilde;o do festival de cinema de Cannes deste ano, devido a uma disputa em torno da cobertura de v&iacute;deo do evento. 29/03/2010 REUTERS/Brigitte Lacombe/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>