Audiência de "Glee" quase dobra em seu retorno à televisão

quarta-feira, 14 de abril de 2010 17:26 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A comédia musical colegial "Glee" quase dobrou sua audiência em seu retorno à televisão após uma ausência de quatro meses, atraindo 13,7 milhões de espectadores nos EUA, anunciou a rede Fox na quarta-feira.

O seriado premiado sobre um grupo de alunos desajustados em um coral que se esforça em uma competição teve a maior audiência de sua história na noite de terça-feira, posicionando o seriado para passar de status de cult entre seus fãs para o de sucesso entre o grande público.

A Fox disse que o episódio de terça-feira de "Glee" teve público 88 por cento acima da média da temporada anterior, sendo visto por 13,7 milhões de pessoas, contra a média anterior de 7,3 milhões.

Seriado cômico que traz seu elenco cantando covers de canções pop, da Broadway e de rap, "Glee", que estreou em 2009, já recebeu prêmios Globo de Ouro, Peabody e do Sindicato de Atores do Cinema e da Televisão (SAG).

O programa estava fora do ar desde dezembro do ano passado para criar espaço para "American Idol", o líder anual de audiência da Fox.

Dois álbuns de canções de "Glee" já entraram para as paradas musicais dos EUA, Austrália, Irlanda e Reino Unido, e as canções do programa já foram descarregadas mais de 4,5 milhões de vezes apenas nos Estados Unidos.

Os membros do elenco vão iniciar uma turnê de shows no verão nos EUA, e os ingressos já estão esgotados.

"American Idol", um concurso de canto, ainda é o programa mais visto da televisão americana, com audiência média de 24,9 milhões de espectadores em sua temporada atual, a nona.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
<p>Ator Matthew Morrison em lan&ccedil;amento da segunda temporada da s&eacute;rie de TV "Glee" em Los Angeles. A com&eacute;dia musical colegial quase dobrou sua audi&ecirc;ncia em seu retorno &agrave; televis&atilde;o ap&oacute;s uma aus&ecirc;ncia de quatro meses, atraindo 13,7 milh&otilde;es de espectadores nos EUA, anunciou a rede Fox na quarta-feira. 12/04/2010 REUTERS/Mario Anzuoni</p>