"Shrek" e Internet transformam Festival de Cinema Tribeca

sexta-feira, 16 de abril de 2010 17:44 BRT
 

Por Christine Kearney

NOVA YORK (Reuters) - Conhecido como defensor dos cineastas independentes, o Festival de Cinema Tribeca está entrando em nova sintonia, voltada ao futuro do cinema, como mostrará quando começar na próxima semana com um filme "Shrek" em 3D e exibições de filmes online para o público da Internet.

O festival começa em 21 de abril como a animação "Shrek para Sempre", o primeiro filme em 3D já exibido pelo Tribeca, continuando com 11 dias de cinema e estrelas como Renee Zellweger e Colin Farrell desfilando por tapetes vermelhos no centro da Manhattan.

O festival foi co-fundado pelo ator Robert De Niro após os ataques de 11 de setembro de 2001 ao World Trade Center, visando atrair pessoas a Nova York outra vez. Desde então, tornou-se uma destacada plataforma de lançamento de filmes independentes e documentários mundiais.

Para a edição 2010, os organizadores continuaram a ampliar o festival para além da arena independente, para abranger também filmes feitos com orçamentos maiores, e este ano vão abrir uma porta virtual a vários filmes para que outros públicos norte-americanos possam assistir a eles online.

O Festival Tribeca 2010 terá 85 longas-metragens, incluindo 55 longas narrativos e 30 documentários, e 47 curtas. Doze filmes narrativos e 12 documentários vão concorrer a prêmios em dinheiro no valor de 100 mil dólares.

Como sempre, são aguardados muitos astros e celebridades. "Shrek" trará Cameron Diaz, Mike Myers e Eddie Murphy ao festival. Renee Zellweger e Forest Whitaker protagonizam "My Own Love Song'', do diretor francês Olivier Dahan. Colin Farrell está em "Ondine", de Neil Jordan, e "Get Low" tem Robert Duvall e Sissy Spacek.

Mesmo os documentários a serem exibidos incluem alguns grandes nomes. "Last Play at Shea" combina uma história sobre o cantor Billy Joel com os altos e baixos do time de beisebol New York Mets, e o rapper Ice Cube vai comparecer para divulgar seu filme "Straight Outta L.A."

"Freakonomics" é adaptado do livro best-seller do mesmo título e co-dirigido por Morgan Spurlock ("Super Size Me") e o premiado com o Oscar Alex Gibney, que também vai exibir dois outros filmes, "My Trip to Al Qaeda" e uma obra em progresso, sem título, sobre a vida e morte do ex-governador de Nova York Eliot Spitzer.

Este ano os cinéfilos que não puderem ir a Manhattan poderão pagar 45 dólares por um passe virtual com o qual poderão assistir a oito longas e 18 curtas online, e, ao mesmo tempo, comentar os filmes em um espaço de bate-papo virtual.