Cantores internacionais arrecadam fundos para hospital do Haiti

segunda-feira, 19 de abril de 2010 17:29 BRT
 

Por Manuel Jiménez

SANTO DOMINGO (Reuters) - Estrelas da música hispânica se reuniram em um grande espetáculo na República Dominicana, no qual arrecadaram fundos para a reconstrução de um hospital que desabou durante o terremoto que devastou o Haiti em janeiro.

Em uma iniciativa do dominicano Juan Luis Guerra, líder do grupo 4-40, cantores internacionais como Juanes, Enrique Iglesias, Miguel Bosé, Luis Fonsi e Alejandro Sanz uniram suas vozes no domingo no Centro Olímpico de Santo Domingo no espetáculo "Um canto pelo Haiti".

Cerca de 30.000 pessoas desafiaram a ameaça de chuva e aproveitaram do carisma e do talento de cantores dominicanos como Maridalia Hernández, Jhonny Ventyra e Milly Quezada, até as primeiras horas da madrugada.

"Pelo que estou vendo posso garantir que em breve faremos deste hospital uma realidade", disse Guerra no início do espetáculo, organizado pela sua Fundação e pela Fundação Sur Futuro.

Os fundos arrecadados serão destinados à construção de um hospital infantil em Porto Príncipe destruído pelo terremoto de 12 de janeiro que deixou mais de 300.000 mortos, segundo autoridades locais.

Organizadores do evento disseram que com o valor arrecadado, os trabalhos no hospital poderão ser iniciados em cerca de um mês.

No fim do espetáculo, todos os artistas saíram com bandeiras do Haiti e da República Dominicana e interpretaram em coro "Ojalá que Llueva Café", de Guerra, improvisando letra a favor do Haiti.

 
<p>Cantores Milly Quezada, Enrique Iglesias, Miguel Bose, Juanes, Juan Luis Guerra and Alejandro Sanz sa&uacute;dam a plateia em converto pr&oacute;-Haiti na Rep&uacute;blica Dominicana. REUTERS/Kena Betancur</p>