Após 'Friends", Lisa Kudrow segue carreira diversificada

quinta-feira, 22 de abril de 2010 17:50 BRT
 

Por Zorianna Kit

LOS ANGELES (Reuters) - A atriz Lisa Kudrow diz que nunca foi moldada para interpretar moças ingênuas. Por sorte, ela não teve de fazer isso em sua carreira em "Friends" e após o término da série se tornou uma força como atriz e produtora na televisão, na Internet e no cinema independente.

"Sejamos sinceros: para começar, nunca fui uma grande ingênua", disse Kudrow, agora com 46 anos. "Sempre soube que eu teria de me dedicar às minhas próprias coisas ou então interpretar papéis interessantes."

Kudrow ganhou fama vivendo por dez anos a loira avoada Phoebe em "Friends". Quando o programa terminou, em 2004, cada uma no elenco estava ganhando 1 milhão de dólares por episódio.

Esse salário tornou Kudrow e suas colegas de série Jennifer Aniston e Courteney Cox não apenas as atrizes mais bem-pagas da TV em todas as épocas, mas lhes deu a opção de escolha no futuro.

"Esse programa nada mais fez do que nos garantir oportunidade para sempre", disse Kudrow, que é grata por isso.

O último filme de Kudrow, rodado com Jeff Daniels, Ryan Reynolds e Emma Stone, é a produção independente "Paper Man", que estreia nos cinemas dos Estados Unidos na sexta-feira.

Kudrow interpreta uma cirurgiã casada com um escritor fracassado (Daniels). Enquanto ela está fora trabalhando, ele estabelece uma amizade com uma adolescente (Stone). Ao mesmo tempo, ele também recebe conselhos de um superheroi imaginário da infância (Reynolds).

"Esta é uma versão melhor do papel (tradicional) da esposa", diz KudroW. "Gostei da ideia de como um cara charmoso para uma garota é um imenso fardo para sua mulher."   Continuação...

 
<p>Lisa Kudrow participa do feira anual de produtos televisivos, MIPCOM, para promover sua s&eacute;rie "Who Do You Think You Are" em Cannes. A atriz diz que nunca foi moldada para interpretar mo&ccedil;as ing&ecirc;nuas. Por sorte, ela n&atilde;o teve de fazer isso em sua carreira em "Friends" e ap&oacute;s o t&eacute;rmino da s&eacute;rie se tornou uma for&ccedil;a como atriz e produtora na televis&atilde;o, na Internet e no cinema independente. 06/10/2009 REUTERS/Eric Gaillard</p>