Robert Downey Jr. retorna como herói em "Homem de Ferro 2"

terça-feira, 27 de abril de 2010 10:02 BRT
 

Por Zorianna Kit

LOS ANGELES (Reuters) - Como criança, Robert Downey Jr. nunca se vestia com fantasias de heróis.

"Na infância? Não", disse Downey Jr. "Mas durante meus 30 e poucos anos, em Palm Springs, logo antes de ser preso? Sim. Era uma premonição."

Apesar de fazer piada com as dificuldades do passado por porte de drogas, o que não é brincadeira é o sucesso de Downey Jr. no ressurgimento de sua carreira depois de superar um longo vício em heroína e cocaína.

Ele fez uma volta impressionante como Tony Stark, um engenheiro playboy arrogante, alcoólatra que também entra em conflito com seus demônios pessoais na adaptação cinematográfica em 2008 da série de histórias em quadrinhos da Marvel "Homem de Ferro".

Agora, Downey Jr., de 45 anos, está de volta em "Homem de Ferro 2" com dose suficiente de ação, personagens e explosões. O filme estreia em grande parte da Europa, Ásia e Austrália nesta semana, antes de chagar aos cinemas norte-americanos no dia 7 de maio.

As semelhanças entre Downey Jr. e Tony Stark eram óbvias na versão original e estão igualmente visíveis na segunda produção.

Depois de cinco anos sendo detido inúmeras vezes por porte de drogas e finalmente servir pena em 2000, o retorno de Downey Jr. à popularidade em Hollywood com "Homem de Ferro" -- incluindo um prêmio Globo de Ouro por seu papel em "Sherlock Holmes" -- não é diferente da ascensão do próprio Stark depois que ele revela sua dupla identidade como um super-herói de armadura.

"Eu acho que (o sucesso de Robert) indicou o nível de fama e ressurgência que Tony Stark experimenta a partir do momento em que ele anuncia ser o Homem de Ferro", disse o diretor Jon Favreau a jornalistas.

 
<p>Ator Robert Downey Jr. e sua esposa Susan comparecem &agrave; estreia do filme "Homem de Ferro 2" no teatro El Capitan em Hollywood. Downey Jr. ressurgiu em sua carreira para obter sucesso depois de superar um longo v&iacute;cio das drogas. 26/04/2010 REUTERS/Mario Anzuoni</p>