Estilista McQueen se enforcou depois de consumir drogas, diz BBC

quarta-feira, 28 de abril de 2010 12:44 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O estilista britânico Alexander McQueen enforcou-se depois de tomar um misto de cocaína, tranquilizantes e soníferos, concluiu o inquérito que apurou as causas de sua morte.

De acordo com a BBC, o inquérito realizado em Londres concluiu que o estilista mundialmente famoso estava sob pressão do trabalho e "arrasado pela tristeza" provocada pela morte de sua mãe, Joyce.

O corpo de Alexander McQueen, de 40 anos, foi encontrado em sua residência em Londres em 11 de fevereiro, a véspera do funeral de sua mãe.

"Seu equilíbrio mental estava abalado", teria dito o magistrado que presidiu o inquérito, Paul Knapman, segundo a BBC. Knapman registrou a causa da morte como sendo suicídio.

A Corte Legista de Westminster, responsável pelo inquérito, ouviu que o estilista tinha um histórico de depressão e que tinha tomado duas overdoses de drogas em 2009, descritas como "pedidos de socorro".

Um comunicado conjunto do Grupo Gucci, pertencente ao conglomerado francês de luxo PPR, e da empresa Alexander McQueen, disse: "Hoje é um dia difícil para todos os que conheceram e trabalharam com Lee (o primeiro nome de McQueen), quando temos que enfrentar e aceitar o modo como se deu sua morte trágica e precoce".

"Independentemente das circunstâncias de sua morte, Lee será recordado por todos nós que tivemos o privilégio de tê-lo como colega e amigo como um talento raro, um gênio verdadeiro e uma força criativa brilhante."

(Reportagem de Mike Collett-White)

 
<p>Estilista brit&acirc;nico Alexander McQueen recebe aplausos ao final do desfile de sua cole&ccedil;&atilde;o Primavera/Ver&atilde;o 2005 na semana da moda de Mil&atilde;o. McQueen enforcou-se depois de tomar um misto de coca&iacute;na, tranquilizantes e son&iacute;feros, concluiu o inqu&eacute;rito que apurou as causas de sua morte. 28/06/2004 REUTERS/Daniele La Monaca</p>