ESTREIA-Escritor é o tema de "Desafio de Jean de La Fontaine"

quinta-feira, 29 de abril de 2010 13:31 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - "O Desafio de Jean de La Fontaine", que estreia nessa sexta-feira exclusivamente no Cinesesc (SP), coloca no centro da trama o famoso escritor francês, conhecido por suas fábulas, nas quais animais agem e pensam como seres humanos.

O longa é dirigido pelo veterano Daniel Vigne, que em 1982 fez "O Retorno de Martin Guerre", que uma década depois foi refilmado nos EUA como "Sommersby - O Retorno de Um Estranho". Já o roteiro é assinado por Jacques Forgeas.

A ação se passa em meados do século 17I, numa França conturbada, mas com certa efervescência cultural, o que permite a ascensão de figuras como os dramaturgos Racine e Molière e o escritor Boileau.

Nesse cenário, La Fontaine (Lorànt Deutsch) é o único a bater de frente com o rei Luís 19 (Jocelyn Quivrin), que manda prender seu conselheiro, Fouquet (Nicky Naude).

Muitos artistas tomam o partido do rei e apenas La Fontaine ousa erguer a voz contra o monarca. Com as tentativas para calá-lo, o escritor busca outros meios para manifestar seu descontentamento e divulgar sua arte. Tudo isso enquanto seduz mulheres, mesmo sendo casado. Ele não faz distinções e namora tanto nobres quanto balconistas de tavernas.

La Fontaine desenvolve seu estilo literário -- com a criação de fábulas como "A Formiga e a Cigara" e "A Lebre e a Tartaruga" -- a partir da observação dos animais. No começo, há um estranhamento na corte, mas ele ganha notoriedade quando o rei passa a admirar sua obra.

Apesar da direção de arte caprichada e das atuações empenhadas, "O Desafio de Jean de La Fontaine" esbarra em encontrar uma abordagem nova para um assunto muito explorado pelo cinema -- o embate entre a arte e a política, em nome da liberdade de expressão.

(Por Alysson Oliveira, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb