Spielberg, Scorsese e outros pedem libertação de Panahi

sexta-feira, 30 de abril de 2010 20:33 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Várias personalidades do cinema, inclusive os diretores Steven Spielberg, Martin Scorsese e Francis Ford Coppola, pediram na sexta-feira ao governo iraniano que liberte o cineasta Jafar Panahi, detido em março por envolvimento com protestos políticos.

"Estamos solidários com o colega realizador, condenamos sua detenção, e conclamamos fortemente o governo iraniano a libertar o sr. Panahi imediatamente", diz o abaixo-assinado, do qual participam também atores como Robert de Niro e Robert Redford.

Panahi, autor de filmes provocantes sobre questões sociais, como "O Círculo" e "Fora de Jogo", foi detido em sua casa junto com a esposa, a filha e 15 convidados no dia 1o de março, segundo líderes de oposição. Semanas antes, ele havia sido proibido de viajar para o Festival de Berlim.

No ano passado, Panahi apoiou o candidato presidencial Mirhossein Mousavi, um reformista, cuja derrota desencadeou acusações de fraude e protestos contra o governo do presidente Mahmoud Ahmadinejad.

Citando preocupações com a saúde e as condições carcerárias de Panahi, relatadas em uma carta da mulher dele, os signatários da petição dizem que "como os artistas de qualquer lugar, os cineastas iranianos deveriam ser celebrados, e não censurados, reprimidos e aprisionados".

 
<p>Diretor iraniano Jafar Panahi durante Festival Internacional de Berlim em 2006. V&aacute;rias personalidades do cinema, inclusive os diretores Steven Spielberg, Martin Scorsese e Francis Ford Coppola, pediram na sexta-feira ao governo iraniano que liberte o cineasta Jafar Panahi, detido em mar&ccedil;o por envolvimento com protestos pol&iacute;ticos. 17/02/2006</p>