Revista Playboy inova com imagens em 3D

terça-feira, 11 de maio de 2010 19:11 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - A revista Playboy, que foi pioneira ao ser a primeira a mostrar fotos de mulheres nuas em suas páginas, anunciou na terça-feira que a modelo que ocupa a página central dupla de sua edição de junho será vista em 3D e que a revista será colecionável.

Foi uma ideia que o fundador da Playboy Enterprises, Hugh Hefner, diz que teve meio século atrás, quando criou a revista mensal, mas que não pôde bancar antes.

A HBO, pertencente à Time Warner Inc., está ajudando a custear os óculos 3D especiais que acompanham a edição da revista, que chega às bancas na sexta-feira.

A Playmate do Ano da revista, Hope Dworaczyk, pode ser vista de uma maneira que nenhuma outra antes foi vista. Seu gesto de oferecer um cálice de vinho dá a impressão de sair da página, juntamente com seu corpo.

O 3D vem ganhando a adesão maciça do público, que já usou os óculos especiais para curtir os filmes "Avatar" e "Como Treinar o Seu Dragão".

Enfrentando a concorrência de muitas outras revistas, a Playboy tem assistido à queda de sua circulação, que de 6 milhões de exemplares na década de 1970 caiu para menos de 3 milhões hoje.

"Você compete constantemente pelo tempo e a atenção das pessoas", disse o diretor editorial da Playboy, Jimmy Jellinek. "Você tem cinco segundos para captar a atenção delas. Para levá-las a sair fisicamente até a banca de jornais e comprar seu produto, precisa lhes oferecer uma razão. E esta é uma razão."

"É tátil. É algo que usa a plataforma e a mídia para a qual foi criado."

(Reportagem de Andrew Stern)