Cineastas em Cannes pedem à Suíça apoio a Polanski

quinta-feira, 13 de maio de 2010 12:44 BRT
 

CANNES, França (Reuters) - Alguns dos diretores mais importantes presentes no Festival de Cinema de Cannes este ano assinaram uma petição solicitando às autoridades suíças que rejeitem o pedido de extradição para os EUA do cineasta Roman Polanski, por uma acusação de abuso sexual de décadas atrás.

Assinado pelos diretores franceses Jean-Luc Godard, Mathieu Amalric e Xavier Beauvois, entre outros, a petição afirma que o pedido de extradição feito pelos EUA "é baseado em uma mentira", argumento semelhante ao que foi apresentado recentemente pelos advogados de Polanski.

Todos os cineastas integram a seleção oficial do Festival de Cinema de Cannes deste ano, que vai de 12 a 23 de maio.

Os advogados de Polanski alegaram que o depoimento fechado feito por um promotor no processo dos anos 1970 comprovaria que as autoridades de Los Angeles forneceram informações incorretas em seu pedido de extradição de Polanski da Suíça para a Califórnia, para ser sentenciado.

Na segunda-feira um juiz de Los Angeles rejeitou um pedido de revelar o teor do depoimento, dizendo que as autoridades suíças têm todas as informações de que precisam para decidir sobre a extradição ou não do cineasta de 76 anos, vencedor do Oscar.

Postada no site do filósofo francês Bernard-Henri Levy, a petição diz: "Eles apelam por meio desta às autoridades suíças, pedindo que não acreditem na palavra do governador Schwarzenegger e dos promotores do Estado da Califórnia."

O diretor franco-polonês está detido em sua casa na Suíça, onde foi preso no ano passado com mandado de prisão expedido pelos EUA.

Os promotores de Los Angeles querem que o diretor de "Chinatown" volte à Califórnia para ser sentenciado por ter feito sexo ilegal com uma menina de 13 anos em 1977.

O cineasta fugiu de Los Angeles em 1978 por acreditar que o juiz original do caso, que morreu desde então, descumpriria um acordo para limitar sua sentença aos 42 dias que ele já tinha cumprido em uma instituição para avaliação psiquiátrica.

 
<p>Cineasta Roman Polanski aguarda audi&ecirc;ncia p&uacute;blica em Potsdam em 2009. Diretores importantes no Festival de Cannes assinaram uma peti&ccedil;&atilde;o solicitando &agrave;s autoridades su&iacute;&ccedil;as que rejeitem o pedido de extradi&ccedil;&atilde;o para os EUA de Roman Polanski, por uma acusa&ccedil;&atilde;o de abuso sexual de d&eacute;cadas atr&aacute;s. 19/02/2010 REUTERS/Hannibal Hanschke</p>