ESTREIA-"O Preço da Traição" põe fidelidade de professor à prova

quinta-feira, 13 de maio de 2010 19:34 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A atriz Amanda Seyfried, a noiva insossa de "Mamma Mia!", está irreconhecível no novo filme de Atom Egoyan, "O Preço da Traição", que estreia na sexta-feira no país. Encarnando uma jovem prostituta, ela caminha numa linha tênue que alterna uma insinuante Lolita e uma amante perturbada, como Glenn Close em "Atração Fatal". E, nos dois perfis, ela é igualmente uma ameaça para as pessoas com quem se envolve.

No papel de Chloe (nome original do filme, muito mais adequado ao seu conteúdo que o escolhido pelos distribuidores brasileiros), essa jovem linda e sedutora transmite uma fragilidade que leva o espectador a procurar imaginar o que a levou à sua vida atual.

Espera-se, a qualquer momento, alguma revelação. Mas, se há algo em seu passado, não ficaremos sabendo, porque o que interessa ao diretor é justamente o futuro da personagem e das pessoas que gravitam ao seu redor. Uma delas sem nem mesmo saber que faz parte do jogo.

Os caminhos de Chloe e da ginecologista Catherine (Julianne Moore, de "Direito de Amar") se cruzam casualmente no banheiro de um restaurante. Chloe está chorando e Catherine tenta se recompor pois suspeita que seu marido, o professor David (Liam Neeson, de "Batman Begins"), tem casos com alunas. O casamento de ambos entrou numa zona perigosa, próxima ao desmoronamento, quando David não compareceu à festa surpresa de seu aniversário organizada pela mulher, alegando que perdeu o avião, em Nova York. O professor gosta de flertar com mulheres mais novas, mas ainda não há evidência mais forte de traição.

Nos dias seguintes, a médica vê através da janela de seu consultório Chloe na companhia de um homem diferente do que a acompanhava no restaurante. Elas voltam a se encontrar, desta vez em um bar, e Catherine lhe conta as suspeitas sobre David. Para surpresa de Chloe, propõe que ela tente seduzi-lo. Catherine quer colocar o marido à prova e se dispõe a pagar por isso.

Dias depois, Chloe confirma as suspeitas de Catherine e relata seu primeiro encontro com David. A esposa sofre com os detalhes, mas aumenta seu envolvimento pedindo que a garota continue o plano. Fica evidente que Catherine está dividida e não consegue esconder sua excitação ao ouvir os relatos. Chloe também percebe e, a partir daí, abrem-se novas possibilidades para a história.

O filme possui uma envolvente atmosfera sensual, que nunca chega a ser grosseira, com a câmera mantendo uma discreta distância dessas mulheres tão bonitas, mas tão opostas em seus objetivos. Conheceremos melhor cada uma delas e tentaremos compreendê-las e justificá-las em suas decisões, algumas sem volta.

(Por Luiz Vita, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>Atriz Amanda Seyfried em estreia do filme "O Pre&ccedil;o da Trai&ccedil;&atilde;o" em Hollywood. O filme estreia sexta-feira no Brasil. REUTERS/Jason Redmond</p>