17 de Maio de 2010 / às 16:23 / em 7 anos

Festival de Cannes chega à metade com pouco furor

Por Mike Collett-White e James Mackenzie

CANNES (Reuters) - Multidões se formaram para assistir à passagem das estrelas pelo tapete vermelho, o champanhe rolou solto, fogos de artifício iluminaram o céu e as sessões de cinema estiveram lotadas, mas o Festival de Cinema de Cannes chegou à metade na segunda-feira sem um de seus ingredientes chaves: agitação.

A maior vitrine anual do cinema mundial abriu na segunda-feira 12 de maio e se encerra no dia 23, quando um dos 19 filmes da competição principal será escolhido vencedor da cobiçada Palma de Ouro.

Igualmente importantes para o festival são as centenas de filmes exibidos fora da competição e no grande mercado de cinema, onde produtores e distribuidores fecham negócios.

Faltando ainda ser exibida a maioria dos filmes da competição, o primeiro favorito para o prêmio máximo é o muito elogiado drama familiar “Another Year”, do diretor britânico Mike Leigh, que recebeu a Palma de Ouro em 1996 por “Segredos e Mentiras.”

Outros filmes bem vistos são “Biutiful”, do diretor mexicano Alejandro Gonzalez Iñarritu, um retrato comovente de um pai próximo da morte, representado por Javier Bardem, e o drama do Chade “A Screaming Man”, feito com orçamento reduzido e cuja história acontece contra o pano de fundo de conflito nesse país africano.

Mas a maioria dos filmes candidatos a prêmios vistos até agora decepcionou, e os astros e estrelas que passaram por Cannes em sua maioria não brilharam, nem na tela nem fora dela.

“Estamos com falta de pessoas que saibam atiçar a mídia e encantar as pessoas no tapete vermelho e em entrevistas”, comentou o crítico do Variety Jay Weissberg.

“No festival de Cannes, em especial, faz falta essa interação entre astros, a imprensa e o público. Ainda não tivemos isso realmente este ano.”

Ainda há tempo para que isso aconteça, já que celebridades importantes, incluindo Mick Jagger e Sean Penn, são aguardadas juntamente com festeiros vindos da vizinha Mônaco, onde aconteceu o Grand Prix no domingo.

“Até agora as coisas têm sido calmas, mas depois do Grande Prêmio de Mônaco, quando todos os iates chegarem, as coisas devem esquentar”, disse um organizador do festival.

Hollywood esteve presente em Cannes na forma de “Robin Hood”, de Ridley Scott, estrelado por Russell Crowe e Cate Blanchett, e Woody Allen levou “You Will Meet a Tall Dark Stranger” para o festival promovido à beira-mar na Riviera Francesa.

Reportagem adicional de Bob Tourtellotte

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below