Cineasta Panahi faz greve de fome no Irã, diz site

terça-feira, 18 de maio de 2010 18:17 BRT
 

TEERÃ (Reuters) - O premiado cineasta iraniano Jafar Panahi entrou em greve de fome na prisão, disse sua esposa a um site oposicionista na terça-feira.

O diretor foi preso em março, junto com a mulher e a filha, depois libertadas. Ele tem ligação com o político reformista Mirhossein Mousavi, candidato derrotado a presidente em 2009.

"Fui levado a interrogatório no domingo de manhã e acusado de ter filmado a cela, o que é pura mentira", disse Panahi por telefone à sua família, na terça-feira, segundo o site Jaras.

"Não comi nem bebi desde a manhã de domingo, e continuarei a fazer isso até que essas exigências sejam atendidas", disse ele, segundo o Jaras. O cineasta exige acesso a advogados, visitas familiares e libertação incondicional até que ocorra uma audiência judicial, disse a mulher dele, Tahereh Saeedi, ao Jaras.

Realizador de filmes provocativos, como "O Círculo" e "Fora de Jogo", Panahi já havia sido proibido neste ano de viajar ao Festival de Berlim.

 
<p>Diretor iraniano Jafar Panahi entrou em greve de fome na pris&atilde;o, disse sua esposa. 17/02/2006</p>