21 de Maio de 2010 / às 00:52 / em 7 anos

Lindsay Lohan tem fiança paga e não será presa ao voltar aos EUA

<p>Atriz Lindsay Lohan faltou em audi&ecirc;ncia nos EUA e teve sua pris&atilde;o decretada pela justi&ccedil;a norte-americana. 28/02/2010 REUTERS/Alessandro Garofalo</p>

BEVERLY HILLS (Reuters) - Lindsay Lohan teve sua fiança paga nesta quinta-feira, fazendo com que as autoridades retirassem uma ordem para prendê-la por não comparecer a uma audiência nos Estados Unidos porque estava na França.

Mais cedo, uma juíza de Beverly Hills afirmou que a atriz não tinha “desculpa válida” por não comparecer nesta quinta-feira à audiência, apesar de protestos de sua advogada.

A juíza Marsha Revel ordenou que a atriz de 23 anos comparecesse pessoalmente ao tribunal depois de informações de que ela teria faltado em algumas aulas de reabilitação impostas pelo processo judicial de 2007, em que foi acusada de dirigir embriagada.

A advogada de Lohan, Shawn Chapman Holley, disse ao tribunal que a atriz não estava conseguindo sair da França porque seu passaporte foi perdido ou roubado durante sua viagem ao festival de cinema de Cannes.

Revel não teve muita escolha ao emitir o mandado de prisão, e estabeleceu uma fiança de 100 mil dólares. Ela também ordenou que Lohan fosse submetida a testes de drogas uma vez por semana depois que retornasse ao país, usasse uma pulseira de monitoramento de álcool e não bebesse mais álcool até que comparecesse a uma audiência referente à sua liberdade condicional.

“Se ela quisesse estar aqui, parece ao tribunal que ela poderia ter estado”, afirmou Revel. “Realmente não há uma desculpa válida (...) Ela precisa levar isso a sério. Eu já avisei ela antes”, disse Revel, que estendeu a liberdade condicional de Lohan em outubro depois de mais faltas nas aulas.

Mais tarde nesta quinta-feira, a equipe de advogados de Lohan depositou a fiança, e o mandado de prisão foi retirado, disse à Reuters o porta-voz da polícia do condado de Los Angeles, Steve Whitmore.

“Ela não será presa ao voltar para os Estados Unidos”, ele disse.

A advogada de Lohan afirmou que a atriz já tem um novo passaporte, mas não ficou imediatamente claro quando ela desembarcará em Los Angeles.

Questionada por jornalistas se ela achava que a juíza havia sido muito severa com Lohan, Holley disse que ela “não pode ajudar, mas acredita que parte do impulso da juíza ao fazer isso” é a imensa cobertura da mídia sobre o caso.

O programa de reabilitação faz parte da sentença que Lohan recebeu após ser detida em 2007 por dirigir embriagada, de forma desatenta e sob influência de cocaína. Ela foi sentenciada a 24 horas de prisão, mas passou apenas 84 minutos por trás da grades em 2007 porque as cadeias de Los Angeles estavam lotadas.

Lohan, estrela de “Meninas Malvadas” e “Operação Cupido”, foi fotografada durante uma festa em Cannes nesta semana e tem frequentado os clubes noturnos de Los Angeles e Nova York há meses.

Mas autoridades do programa de reabilitação de álcool em que ela participa disseram em relatórios judiciais que Lohan “nunca compareceu (às aulas) sob influência (de álcool), sendo rude ou desrespeitosa” e é “aberta para ideias relativas à mudança no estilo de vida.”

Reportagem de Alex Dobuzinskis

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below