28 de Maio de 2010 / às 20:16 / em 7 anos

Hemorragia cerebral mata ator Gary Coleman aos 42 anos

<p>Ator Gary Coleman fala em entrevista na televis&atilde;o em Los Angeles em 2003. O ex-astro infantil morreu nesta sexta-feira em um hospital de Utah aos 42 anos, v&iacute;tima de uma hemorragia cerebral. 13/08/2003Fred Prouser/Arquivo</p>

Por Bob Tourtellotte

LOS ANGELES (Reuters) - O ex-astro infantil Gary Coleman, que ficou famoso com o seriado "Minha Família é uma Bagunça" (1978-86), mas enfrentou problemas pessoais na vida adulta, morreu nesta sexta-feira em um hospital de Utah aos 42 anos, vítima de uma hemorragia cerebral.

Arnold Jackson, o personagem que o tornou conhecido, era o herdeiro adotado e falastrão de uma rica família de Nova York. Seu bordão "Do que você está falando, Willis?", dirigido ao irmão, virou mania na época.

Quando a série saiu do ar, a carreira de Coleman desandou, e ele passou a enfrentar problemas financeiros, jurídicos e domésticos.

John Alcantar, agente dele, disse em nota que o ator faleceu "rápida e pacificamente" após o desligamento dos aparelhos, cercado pela esposa e por parentes.

Coleman, que sofria de uma doença renal congênita que afetou seu crescimento, foi internado na noite de quarta-feira após sofrer uma hemorragia cerebral na sua casa, em Santaquin, Utah. A imprensa disse que ele caiu e bateu a cabeça.

Na quinta-feira à tarde, seu quadro se agravou. Ele perdeu a consciência e foi colocado sob auxílio de aparelhos.

Nascido em 8 de fevereiro de 1968 em Zion, Illinois, Coleman era filho adotivo e, por causa de uma doença autoimune chamada glomeruloescrelose segmental focal, cresceu apenas até 1,42 metros e precisou de dois transplantes de rins ao longo da vida.

Por causa da altura, ele pôde continuar fazendo papel de criança em "Minha Família é uma Bagunça" até os 18 anos, período em que ganhou milhões de dólares. O canal a cabo VH1 certa vez o escolheu como maior astro infantil da TV dos EUA.

Como adulto, entretanto, sua carreira não decolou. Participou de filmes que iam direto para o vídeo, e virou símbolo do ostracismo de ex-astros de Hollywood.

Em 1989, processou os pais e um ex-agente, acusando-os de prejudicarem suas finanças, e chegou a trabalhar como segurança. Em 2003, foi candidato a governador da Califórnia, mas o escolhido acabou sendo outro ator: Arnold Schwarzenegger.

Em 1998, Coleman foi processado depois de bater numa mulher que pedira seu autógrafo, em uma das várias confusões em que se meteu. Em janeiro deste ano, ele foi detido em Utah sob acusação de violência doméstica, mas ele e a esposa permaneceram juntos.

Reportagem adicional de Christine Kearney, em Nova York

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below