Sarah Ferguson justifica escândalo dizendo que bebera

segunda-feira, 31 de maio de 2010 19:40 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A duquesa de York, Sarah Ferguson, disse que havia bebido e estava "na sarjeta" quando foi flagrada numa armação jornalística em que aparentemente oferecia vender o acesso ao seu ex-marido, o príncipe Andrew, da Grã-Bretanha.

"Estou ciente do fato de que ando bebendo, sabe, que eu não estava no meu lugar certo", disse Ferguson em entrevista a ser exibida na terça-feira no programa da apresentadora norte-americana Oprah Winfrey.

Ferguson disse que só viu o vídeo de passagem, em aeroportos. "Não encarei o diabo. Porque eu estava na sarjeta naquele momento", disse ela, segundo uma transcrição divulgada na segunda-feira pela produção do programa.

No vídeo divulgado pelo jornal News of the World, Ferguson parece pedir 40 mil dólares em dinheiro vivo e 500 mil libras por transferência bancária, em troca de apresentar um repórter disfarçado ao príncipe.

A armação do jornal causou constrangimento para a duquesa de 50 anos, mãe de duas filhas com Andrew, quarto na linhagem sucessória britânica.

O casal se divorciou em 1996. O príncipe, também conhecido como duque de York, é uma espécie de representante da Grã-Bretanha para questões de comércio e investimentos exteriores.

O programa de entrevistas da apresentadora Oprah está entre as atrações diurnas mais vistas nos EUA. Ele passa em 215 canais norte-americanos, e em mais de 140 outros países.

(Reportagem de Lisa Baertlein)

 
<p>Sarah Ferguson, duquesa de York, durante sess&atilde;o de aut&oacute;grafos de seu livro em Nova York. Ferguson, disse que havia bebido e estava "na sarjeta" quando foi flagrada numa arma&ccedil;&atilde;o jornal&iacute;stica em que aparentemente oferecia vender o acesso ao seu ex-marido, o pr&iacute;ncipe Andrew, da Gr&atilde;-Bretanha. REUTERS/Shannon Stapleton</p>