Diretor de "Titanic" participa de reunião de vazamento de óleo

quarta-feira, 2 de junho de 2010 12:20 BRT
 

LOS ANGELES, 1 de junho, 21h35 (Reuters) - O diretor do filme "Titanic" e explorador de profundezas marítimas James Cameron participou na terça-feira de uma sessão de discussão e apresentação de ideias com cientistas, acadêmicos e funcionários de Washington, sobre como conter o vazamento de óleo que segue há seis semanas no Golfo do México, disseram fontes ambientalistas.

Cameron fez dois documentários sobre os destroços do transatlântico Titanic, além do filme blockbuster de 1997, usando uma pequena frota de submarinos operados por controle remoto e projetados especialmente para esse fim.

Funcionários da agência ambiental dos EUA disseram que a reunião da terça-feira "fez parte dos esforços contínuos do governo federal para ouvir as sugestões de partes interessadas, cientistas, especialistas acadêmicos, integrantes do governo e setor privado, em nossa resposta ao vazamento de óleo da BP."

A reunião aconteceu após o fracasso, na semana passada, da tentativa da British Petroleum de fechar o vazamento, injetando lama pesada no poço petrolífero rompido, uma estratégia batizada de "top kill."

A reunião da terça-feira, uma de várias semelhantes promovidas nas últimas semanas, envolveu integrantes da Agência de Proteção Ambiental, da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional, do Departamento de Energia e de outras agências federais, disseram funcionários de Washington.

A reunião teve a presença de mais de 20 notados cientistas, engenheiros e especialistas técnicos e foi descrita como "umasessão em que essas partes interessadas compartilharam ideias sobre esforços possíveis para mitigar o impacto do vazamento da BP sobre a região do Golfo."

Não foram divulgados detalhes sobre a contribuição de Cameron.

Aos 55 anos, James Cameron é um dos diretores mais ricos e bem-sucedidos de Hollywood, tendo em seu currículo os dois filmes de maior bilheteria da história do cinema: "Avatar" e "Titanic."

Ele estudou física na faculdade e ajudou a desenvolver equipamentos submersíveis de águas profundas e outras tecnologias oceânicas submarinas para a realização de uma série de documentários explorando os destroços do Titanic e do navio de guerra alemão Bismarck, a aproximadamente três quilômetros abaixo da superfície.

(Reportagem de Jill Serjeant)

 
<p>O cineasta e presidente da Lightstorm Entertainment, James Cameron, participa de coletiva de imprensa no F&oacute;rum Digital de Seul em maio. O diretor do filme "Titanic" participou na ter&ccedil;a-feira de uma sess&atilde;o de discuss&atilde;o em Washington sobre como conter o vazamento de &oacute;leo que segue h&aacute; seis semanas no Golfo do M&eacute;xico. 13/05/2010 REUTERS/Jo Yong-Hak</p>