Charlie Sheen pode ser preso por agressão a mulher--imprensa

quarta-feira, 2 de junho de 2010 13:04 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Charlie Sheen, astro da série de TV "Two and a Half Men", deve entrar com uma nova declaração de não contestação no processo que o acusa de agredir sua esposa no Colorado no ano passado. Com isso, ele poderá passar 30 dias na cadeia, segundo informações na terça-feira.

O site de celebridades na Internet TMZ.com disse que Sheen, de 44 anos, entrará com a declaração contra uma acusação de agressão e, devido seu bom comportamento, uma possível sentença de 30 dias na prisão poderá ser reduzida para 17 dias.

Um promotor local em Aspen, Colorado, onde Sheen foi acusado, disse à Reuters que não poderia confirmar ou negar a afirmação, e um advogado de Sheen disse que nenhum acordo havia sido alcançado ainda.

Sheen, o ator mais bem pago da televisão, deve se apresentar a um juiz em um tribunal de Aspen na segunda-feira, dia 7 de junho.

O astro de televisão e cinema foi detido no dia 25 de dezembro por agredir sua esposa, Brooke Mueller. Ela disse a policiais que ele levantou uma faca quando ela ameaçou com o divórcio.

Ambos tinham bebido antes do incidente, e foram posteriormente internados em programas de reabilitação.

Em fevereiro, Sheen foi acusado pelo crime de ameaças, mau comportamento e conduta criminal. Em março, ele inicialmente alegou inocência e poderá enfrentar até três anos de cadeia se for condenado.

A data inicial do julgamento estava programada para o dia 21 de julho, mas na semana passada, autoridades de Aspen agendaram a audiência para segunda-feira. Desde então a especulação tem sido de que ele mudará sua declaração, na qual não contestará as acusações e cumprirá um curto tempo na prisão para evitar uma pena mais longa.

Sua série, que vai ao ar na CBS, não está sendo produzida no momento, então uma breve permanência na prisão não teria efeito imediato sobre as gravações.

 
<p>Charlie Sheen depois de receber o pr&ecirc;mio de Melhor Com&eacute;dia de TV por "Two and a Half Men" no People's Choice awards em Los Angeles. O ator deve entrar com uma nova declara&ccedil;&atilde;o de n&atilde;o contesta&ccedil;&atilde;o no processo que o acusa de agredir sua esposa no Colorado no ano passado. 07/01/2009. REUTERS/Phil McCarten/Arquivo</p>