Leilão de objetos de Churchill rende mais de US$800 mil

quarta-feira, 2 de junho de 2010 17:56 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Um leilão de memorabilia do líder britânico da época da 2a Guerra Mundial Winston Churchill, incluindo um charuto e uma carta na qual ele rejeitou um acordo com Adolf Hitler, rendeu 577.063 libras (844.700 dólares) na quarta-feira.

A coleção de objetos foi formada ao longo de 30 anos por Malcolm S. Forbes Jr., descendente do fundador da revista Forbes, e está prevista para ser vendida em três partes, sendo a primeira o leilão da Christie's realizado na quarta-feira.

"É ótimo constatar que o status legendário de Churchill ainda permanece e continua a crescer", disse um porta-voz da Christie's, Matthew Paton.

A expectativa era que o leilão da Christie's, consistindo de cerca de 140 lotes, levantasse até 1 milhão de libras.

Uma coleção de discursos de Churchill sobre o livre comércio foi o que levantou mais dinheiro, tendo sido vendida a um comprador americano anônimo por 39.650 libras. A maioria dos outros lotes foi vendida a colecionadores particulares britânicos.

Outros objetos do leilão incluíram um charuto Havana não fumado que Churchill deu de presente a alguém e uma carta em que ele rejeita a possibilidade de entrar em um acordo com Hitler.

Essa carta e outra de um ex-secretário particular assistente exortando-o a entrar em um acordo com Hitler foram estimados juntos pelo valor máximo de 8.000 libras, mas acabaram sendo arrematados por 34.850 libras.

"Sinto vergonha de você por escrever uma carta dessas. Eu a devolvo a você - para queimar e esquecer", diz a carta de Churchill.

O restante da coleção será leiloado em Nova York em 3 de dezembro e em Londres no verão britânico de 2011.

(Por Mohammed Abbas)