8 de Junho de 2010 / às 22:45 / em 7 anos

Advogados de Charlie Sheen tentam resolver disputa judicial

<p>Ator Charlie Sheen chega para sua audi&ecirc;ncia no Tribunal de Aspen, Colorado. Os advogados de Sheen esperam resolver prontamente uma disputa de &uacute;ltima hora envolvendo os detalhes do seu regime semiaberto, o que o impediu de selar o acordo com as autoridades do Colorado para encerrar o processo em que &eacute; r&eacute;u por agredir a mulher. 07/06/2010Rick Wilking</p>

LOS ANGELES (Reuters) - Os advogados do ator Charlie Sheen esperam resolver prontamente uma disputa de última hora envolvendo os detalhes do seu regime semiaberto, o que o impediu de selar o acordo com as autoridades do Colorado para encerrar o processo em que é réu por agredir a mulher.

"Tomara que possamos trabalhar para resolver as questões restantes num futuro próximo", disse à Reuters nesta terça-feira Yale Galanter, advogado do astro da série "Two and a Half Men."

Ele confirmou relatos de que as autoridades carcerárias de Aspen desejavam impor regras mais duras, inclusive a proibição de fumar, para o projeto de Sheen de preparar atores no Teatro Aspen durante o dia, voltando à cadeia durante a noite.

Sheen, de 44 anos, fumante inveterado, deveria na segunda-feira se declarar culpado das agressões contra sua esposa, Brooke Mueller, o que reduziria para 30 dias a sua pena de prisão.

Mas a audiência foi inesperadamente adiada para 12 de julho, o que pode adiar as gravações da nova temporada da série de sucesso da CBS, previstas para começar no começo de agosto.

Se começasse a cumprir pena na segunda-feira, Sheen estaria liberado a tempo para gravar. A CBS não quis se manifestar. Em maio, a rede havia renovado seu contrato com Sheen, fazendo dele o ator mais bem pago da TV norte-americana.

O site TMZ.com e o jornal Aspen Times disseram que o acordo emperrou por causa da decisão das autoridades carcerárias de reduzirem o tempo que Sheen poderia passar por dia no teatro.

Queriam também proibi-lo de fumar fora da prisão e regulamentar o que ele poderia comer, além de submetê-lo a um período mais longo de liberdade condicional.

Sheen foi preso em 25 de dezembro em Aspen, depois de a mulher dele tê-lo denunciado à polícia por ameaçá-la com uma faca.

Sem o acordo, Sheen poderia ser condenado a três anos de prisão. Ele está em liberdade e deixou o tribunal na segunda-feira sem falar com jornalistas.

Reportagem de Jill Serjeant

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below