Mundo comemora centenário do mergulhador Jacques Cousteau

sexta-feira, 11 de junho de 2010 17:43 BRT
 

Por Sophie Taylor e Elizabeth Pineau

PARIS (Reuters Life!) - Uma homenagem no Congresso dos Estados Unidos, um evento de arrecadação para a reforma do mais famoso navio de pesquisas do mundo e missões navais marcaram nesta sexta-feira o centésimo aniversário do explorador marítimo francês Jacques Cousteau.

Cousteau, conhecido pelos documentários para TV feitos no seu navio Calypso, morreu em 1997. Seu filho e sua viúva quiseram celebrar seus cem anos chamando a atenção do mundo para a importância da conservação marítima, num momento de crise por causa do vazamento de petróleo no Golfo do México.

"O capitão Cousteau deixou na memória coletiva a imagem de um homem que amava a vida, a natureza, a água, que amava proteger", disse à Reuters por telefone sua viúva, Francine.

Ex-oficial naval que virou explorador e ativista ambiental, Cousteau ganhou a Palma de Ouro do Festival de Cannes em 1956 com o filme "O Mundo do Silêncio."

O filme foi feito com um traje de mergulho desenvolvido por ele em 1943, que liberava os mergulhadores de pesados capacetes, deixando-os flutuar como no espaço.

 
<p>Foto de arquivo do explorador mar&iacute;timo franc&ecirc;s Jacques Cousteau. Uma homenagem no Congresso dos Estados Unidos, um evento de arrecada&ccedil;&atilde;o para a reforma do mais famoso navio de pesquisas do mundo e miss&otilde;es navais marcaram nesta sexta-feira o cent&eacute;simo anivers&aacute;rio de Cousteau, que morreu em Paris em 1997. 09/04/1995 REUTERS/Eric Gaillard</p>