"Karatê Kid" esmaga "Esquadrão Classe A" nas bilheterias

segunda-feira, 14 de junho de 2010 14:12 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - A dinastia da família Will Smith está em alta no ramo da atuação.

O filho do ator, Jaden, de 11 anos, chegou ao topo das bilheterias da América do Norte neste domingo com a refilmagem de "Karatê Kid", o primeiro de dois novos filmes que apostam na nostalgia do sucesso dos anos 1980.

A produção da Columbia Pictures, "Karatê Kid" arrecadou um valor estimado de 56 milhões de dólares nos primeiros três dias, liquidando "Esquadrão Classe A" da 20th Century Fox, em 2o lugar com 26 milhões de dólares. A expectativa era de que os dois filmes competissem pela primeira posição, arrecadando em torno de 30 milhões de dólares.

O campeão da semana passada, "Shrek para Sempre", caiu para o 3o lugar, com 15,8 milhões de dólares. Os outros filmes entre os primeiros cinco eram duas comédias que estrearam modestamente no final de semana passado: "Get Him to the Greek" (10,1 milhões de dólares) e "Par Perfeito" (8,2 milhões de dólares).

As duas estreias ajudaram as bilheterias deste verão a encerrarem uma queda anual de três semanas seguidas. Os primeiros 12 filmes arrecadaram 146 milhões de dólares, alta de cerca de 11 por cento em relação ao mesmo período do ano passado, segundo a empresa de monitoramento Hollywood.com Box-Office.

"Karatê Kid", um filme sobre kung fu de 40 milhões de dólares, com Jackie Chan no papel de mestre do filho problemático de Smith, teve um público bastante variado. Segundo pesquisas, feitas na saída do cinema, 94 por cento dos espectadores avaliaram como "excelente" ou "muito bom", informou a distribuidora Columbia Pictures.

"Tem bastante sentimento, humor e profundidade", disse Rory Bruer, presidente da distribuidora mundial da unidade da Sony. Segundo ele, o roteiro sobre o garoto excluído e o cenário exótico -- filmado principalmente na China -- contribuíram a seu favor.

 
<p>Jackie Chan (dir) e Jaden Smith durante lan&ccedil;amento de "Karat&ecirc; Kid" em Los Angeles. O filme chegou ao topo das bilheterias Norte Americanas neste final de semana. 07/06/2010 REUTERS/Mario Anzuoni</p>