Rapper Snoop Dogg não é autorizado a se apresentar em Haia

quinta-feira, 17 de junho de 2010 13:22 BRT
 

AMSTERDÃ (Reuters Life!) - O rapper norte-americano Snoop Dogg, que visita frequentemente a Holanda e é apreciador do fácil acesso à maconha de lá, não foi autorizado a se apresentar em um show gratuito em Haia, disseram as autoridades holandesas nessa quinta-feira.

O prefeito da cidade holandesa, os promotores públicos e a polícia pediram aos organizadores do festival Parkpop, conhecido como o maior da Europa, que encontrem outro artista para substituir Snoop Dogg "para poder garantir o clima livre, amigável e gratuito do Parkpop", que está marcado para o dia 27 de junho.

Conhecido por gostar de maconha e haxixe, que são vendidos livremente em lojas holandesas chamadas de cafés, Snoop Dogg é um visitante frequente e costuma se apresentar no país europeu pelo menos uma vez por ano.

"É muito desagradável ter o destaque do evento cortado do programa dez dias antes", disse uma porta-voz do organizador Ducos Productions à ANP-Reuters.

Snoop também está escalado para se apresentar em show com ingressos esgotados na conferência 'Melkweg' em Amsterdã. Durante um show, no mesmo local, em 2008, ele fumou diversos cigarros de maconha durante a sua apresentação e chegou a ser acompanhado pelo cantor Willy Nelson, que também é co-presidente da Organização Nacional pela Reforma das Leis sobre Maconha (Norml, na sigla em inglês).

O artista de 38 anos, cujo nome verdadeiro é Calvin Broadus, está proibido de entrar no Reino Unido desde 2007, depois de uma briga no ano anterior, que envolveu membros da sua comitiva. Naquele ano, Snoop Dogg também não contestou uma acusação de porte de drogas e armas nos EUA e foi proibido de entrar na Austrália.

(Reportagem de Reed Stevanson)

 
<p>Snoop Dogg urante jogo de basquete da NBA entre os Los Angeles Lakers e os Boston Celtics, em Los Angeles. O rapper norte-americano, que visita frequentemente a Holanda e &eacute; apreciador do f&aacute;cil acesso &agrave; maconha de l&aacute;, n&atilde;o foi autorizado a se apresentar em um show gratuito em Haia, disseram as autoridades holandesas nessa quinta-feira. 15/06/2010 REUTERS/Mike Blake</p>